USP publica moção de solidariedade a funcionários que tiveram objetos roubados

O Conselho Técnico Administrativo da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da Universidade de São Paulo (USP) publicou ontem uma moção de solidariedade aos funcionários do prédio da administração, invadido por estudantes no dia 27, após três alunos da Geografia terem sido detidos pela PM com maconha.

O Estado de S.Paulo

12 Novembro 2011 | 03h02

A moção afirma que "os professores lamentam profundamente que objetos pessoais tenham sido furtados e que os funcionários tenham experimentado o sentimento de frustração e impotência diante de tamanha violência". Sumiram pertences de dois empregados. O primeiro anuário da FFLCH, que chegou a ser dado como desaparecido, foi reencontrado. "A moção é uma demonstração de afeto aos funcionários", disse Sandra Nitrini, diretora da FFLCH.

No dia 1.º, os alunos votaram por desocupar o prédio, mas um grupo menor invadiu o da Reitoria - desocupada na última terça-feira. Os alunos pediam a saída da PM do câmpus.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.