Uso de véu virou polêmica na Europa

Cenário: Luiz Raatz

O Estado de S.Paulo

10 de fevereiro de 2012 | 03h02

O debate sobre uso de símbolos religiosos em locais públicos ganhou destaque na Europa Ocidental nos últimos anos. Alguns países, como França, Bélgica e Dinamarca, aprovaram leis para restringir o uso desses adereços. Em 2010, o Parlamento francês vetou o uso de véus integrais em locais públicos. A medida abriu caminho para discussões sobre liberdades individuais e secularismo.

De um lado, a população islâmica do país - principal afetada pela medida - defendia o direito individual de expressar sua religião, na qual o uso de véu é um dos costumes mais característicos. Do outro, integrantes do governo de Nicolas Sarkozy alegaram que a separação entre igreja e Estado é um pilar histórico da sociedade francesa, desde o Iluminismo, além de haver razões de segurança para impor a lei.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.