Usar as redes sociais para reclamar

1. O consumidor pode usar as redes sociais para exigir os seus direitos?

, O Estado de S.Paulo

19 Julho 2011 | 00h00

Sim. É uma maneira de fazer com que sejam garantidos com maior agilidade. Não é mais preciso sair de casa para obter um dado nem para interagir com as empresas.

2. Esse meio é eficaz?

Sim. A informação segmentada é instantânea e potencializa as discussões sobre temas de consumo que, em outras mídias, poderiam passar despercebidos.

3. Que redes devo usar?

Twitter, Facebook, Orkut, YouTube, blogs, Formspring, LinkedIn, Tumblr, etc.

4. Como usá-las de maneira correta?

Informe-se sobre a legitimidade da sua causa (conheça os seus direitos e deveres) e prove que a sua queixa é real. Publique tudo que mostre a veracidade do fato (fotos, vídeos, cópias de documentos, números de protocolos, etc). Seja firme e tenha argumentos.

5. Como evitar problemas?

Não se direcione à empresa de forma pejorativa, falsa ou caluniosa. Lembre-se de que depois de jogado na rede o problema passa a ser coletivo e você perde o controle da dimensão que vai tomar. Portanto, tenha fundamentos. A rede não pode ser utilizada sozinha, entre em contato com os órgãos de defesa do consumidor e registre o seu problema.

Fonte: "Revista Procon" n º 22

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.