Universitários obstruem ruas em São Paulo e enfrentam PM

PM foi chamada por moradores e motoristas; não há informação sobre detidos ou feridos no local

Ricardo Valota, do estadao.com.br,

12 de dezembro de 2009 | 00h41

Para comemorar o fim do ano letivo, os estudantes da Universidade Nove de Julho (Uninove), muitos deles desde as 18h30, começaram a se reunir nos bares da região da Barra Funda, em São Paulo. Por volta das 23h45, boa parte da Avenida Francisco Matarazzo e da Rua Tagipuru estava tomada pelos universitários.

Visivelmente alterados pela ingestão de bebida alcoólica, alguns estudantes se recusaram a desobstruir as vias ocupadas, dando início a um confronto com os policiais, que tiveram de pedir reforço da Força Tática. Até a 0h20 deste sábado, 12, a Polícia Militar ainda não havia informado quantos teriam sido detidos nem se houve feridos.

Segundo um dos estudantes, que não quis se identificar, os policiais chegaram a usar balas de borracha para dispersar os grupos. "Tinha muita gente lá. Chegamos a fechar a Avenida Francisco Matarazzo", relatou o estudante.

Os policiais militares da 2ª Companhia do 23º Batalhão foram acionados, no final da noite desta sexta-feira, 11, por moradores e motoristas que tentavam entrar em casa ou trafegar pelas vias próximas ao campus da Uninove, localizado na Avenida Doutor Adolfo Pinto, na Barra Funda, zona oeste de São Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
universitáriosBarra FundaUninovePM

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.