Universitário morre em briga em bar no Itaim

O analista de crédito Raphael Reis Carvalho, de 20 anos, foi preso em flagrante na madrugada de domingo acusado de matar o universitário Igor Salvetti Caleman, de 22 anos, na porta de uma casa noturna na Rua Tabapuã, no Itaim-Bibi, zona sul. Testemunhas contaram que os dois discutiram por causa de uma mulher que estava no local.

Camilla Haddad, O Estado de S.Paulo

11 Janeiro 2011 | 00h00

Segundo a polícia, Carvalho usou um copo quebrado para atingir Caleman. Com ferimentos no pescoço, o estudante morreu pouco depois de dar entrada no Hospital São Luiz, que também fica na zona sul da capital paulista.

A briga começou dentro do bar chamado Sr. Pitanga, mas a discussão continuou do lado de fora da casa, em um fumódromo. De acordo com investigadores, o universitário era filho do diretor administrativo da Faculdade de Medicina de Marília (Famema), Gilson Caleman, e estudava na capital. A família não foi localizada pela reportagem.

Carvalho foi levado por policiais militares para o 15.º Distrito Policial (Itaim-Bibi), onde o crime foi registrado como homicídio doloso - quando há intenção de matar. O suspeito afirmou, em boletim de ocorrência, que usou o copo para se defender após entrar em luta corporal com Caleman.

Bate-boca. No depoimento, Carvalho alegou que estava na casa noturna quando se desentendeu com a vítima por causa de uma mulher. Depois disso, começaram a "bater boca" e cada um foi para um lado.

Carvalho informou que foi fumar com amigos no fumódromo existente do lado de fora do bar. Ele segurava um copo e um cigarro até alguém agarrar seus cabelos e o sacudir. O suspeito passou a se debater até, segundo ele, atingir o copo na vítima. Ele negou que o ferimento tenha sido no pescoço.

O rapaz contou ainda que lamentava profundamente a morte de Caleman, que não teria sido intencional. Nem a casa noturna nem o advogado de Carvalho atenderam telefonemas da reportagem até as 23 horas de ontem.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.