Universitário ferido da FGV deixa a UTI

O estudante da Faculdade Getúlio Vargas (FGV) Christopher Akio Cha Tominaga, de 24 anos, saiu ontem da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital das Clínicas, em São Paulo, e foi transferido para um quarto. O hospital informou que Tominaga está estável.

, O Estado de S.Paulo

03 Março 2011 | 00h00

No dia 23 de fevereiro, ele foi baleado em um bar na Avenida 9 de Julho, na região central de São Paulo, a cerca de 100 metros da faculdade. Seu colega, Júlio César Grimm Bakri, também foi atingido, mas morreu.

Um dos dois acusados de assassinar Bakri está preso. Francisco Macedo da Silva, de 24 anos, foi identificado no Hospital da Vila Alpina, na zona leste, com um tiro na perna - ele teria sido atingido por uma bala que ricocheteou durante o ataque. O outro suspeito, seu irmão, Valmir Ventino da Silva, de 19, está foragido.

Francisco confessou a participação no crime e, segundo os policiais, explicou que o motivo do assassinato teria sido uma provocação das vítimas, que teriam abordado a namorada de Valmir no bar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.