Reprodução
Reprodução

Universitário é morto em assalto na zona leste

Estudante levou um tiro na cabeça na frente do prédio onde morava no Belém

Breno Pires e André Cabette Fábio- O Estado de S. Paulo,

10 de abril de 2013 | 09h34

O universitário Victor Hugo Deppman, de 19 anos, foi morto com um tiro na cabeça durante assalto na frente do prédio onde morava no Belém, zona leste de São Paulo, por volta das 20h50 desta terça-feira, 9. Uma câmera de segurança registrou o crime e as imagens serão utilizadas na investigação pela Polícia Civil.

Segundo Airton Deppman, tio do jovem, que cursava Rádio e TV na Faculdade Cásper Líbero e estagiava na Rede TV!, as imagens mostram o estudante chegando correndo ao prédio e, logo em seguida, aparece o homem e efetua o disparo. A mochila do estudante não foi levada e o telefone celular não foi encontrado. "Ele voltou do trabalho de metrô e da estação ao prédio são 200 metros. Nesse trecho, imaginamos que o bandido tenha levado o celular", disse.

"Meu sobrinho foi morto com uma brutalidade incrível, porque ele não reagiu e entregou seu celular", afirmou Demerval Júnior, outro tio de Deppman, no Facebook.

Eduardo Riello, primo do estudante, fez manobras de ressuscitação antes que o jovem fosse levado pelo resgate para o Hospital Santa Virgínia, onde sofreu três ataques cardíacos e morreu por comprometimento neurológico extensivo. O bandido fugiu em direção à Avenida Elói Cerqueira e segue foragido.

Policiais do 31º Distrito Policial (Vila Carrão), onde o caso foi registrado, assistiram às imagens da câmera de segurança no local e ouviram três testemunhas. O assalto e o rosto do assaltante podem ser vistos com clareza nas gravações. O suspeito que efetuou o disparo tem cerca de 1,75m, é pardo e tem cabelo preto e curto, segundo informação da polícia.

A delegada Regina Campanelli, do 81º DP, para onde o caso foi encaminhado, afirma que trabalha agora em obter uma cópia as gravações das câmeras de segurança e em rastrear o iPhone de Deppman. As imagens do momento do crime não serão divulgadas a pedido da família.

O enterro está marcado para as 17 horas de hoje no Cemitério Quarta Parada, na zona leste.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.