Universidades federais vão ganhar laboratórios de inglês em 2015

Projeto pioneiro foi implantado em São Carlos; mais quatro instituições serão atendidas

Victor Vieira, O Estado de S. Paulo

16 Novembro 2014 | 20h02

SÃO PAULO - Quatro universidades federais - de Brasília, de Pelotas, de Pernambuco e do Pará - ganharão laboratórios de ensino de inglês a partir de 2015. A iniciativa faz parte de um convênio do Inglês sem Fronteiras, programa do Ministério da Educação, e do Mais Unidos, grupo formado por empresas americanas, com filiais no Brasil. O laboratório pioneiro foi inaugurado em março na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), em São Paulo.

No laboratório de São Carlos, que já atendeu maia de 2,8 mil alunos, há computadores, equipamentos de áudio e softwares para o aprendizado do idioma. As outras quatro federais foram escolhidas para contemplar cada uma das regiões do País.

O Mais Unidos contribuiu com R$ 90 mil para cada uma das estruturas nas universidades. A ideia é, no futuro, expandir a montagem dos equipamentos em outras instituições públicas.

O grupo de empresas também apoiou a criação de 250 horas de conteúdos online em inglês, disponíveis no site brasilmaisti.com.br, em parceria com o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.