Universal tem que devolver R$ 2 mil de doação de ex-fiel

Dinheiro deve ser corrigido; comerciante do interior de SP vendeu o carro para dar dinheiro à igreja

Daniel Galvão, Agência Estado

03 Março 2009 | 12h23

O ministro Luís Felipe Salomão, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), manteve uma sentença que condenou a Igreja Universal do Reino de Deus a restituir doação de R$ 2 mil a um ex-fiel. O motorista Luciano Rodrigo Spadacio, do interior de São Paulo, deve receber o valor corrigido. Salomão recusou um recurso da igreja que frequentava em General Salgado, cidade da região de São José do Rio Preto.   Spadacio recorreu ao Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP), após ter o pedido de reembolso negado em primeira instância. O TJ determinou que a igreja devolvesse a quantia, mas a Universal recorreu ao STJ. Na decisão, o ministro do Superior destacou que o Tribunal de Justiça esclareceu "todas as questões pertinentes" e que a Corte superior não deve reexaminar os argumentos novamente.   De acordo com o processo, o ex-fiel, ao visitar a Igreja, foi "induzido" a fazer parte do "rebanho", mas, para isso, teria primeiro de "abandonar o egoísmo e desfazer-se de todos os seus bens patrimoniais". Como prêmio, o pastor, segundo a ação, fez a promessa de que a vida dele ficaria melhor na profissão e no terreno sentimental.   Assim, Spadacio vendeu um carro Del Rey, única propriedade que tinha, por R$ 2,6 mil, e passou às mãos do pastor dois cheques. Dias depois, arrependido, sustou uma das ordens de pagamento, de 600 reais, mas a primeira, de R$ 2 mil, já tinha sido compensada pela Igreja. A Igreja Universal, por meio da assessoria, informou que ainda há um recurso pendente no Supremo Tribunal Federal (STF) contra a sentença do TJ-SP e que aguarda a decisão do Supremo.   Edir Macedo   A Universal do Reino de Deus é uma igreja cristã protestante de tendência neopentecostal fundada em 9 de julho de 1977 pelo então pastor Edir Macedo, hoje empresário. Macedo começou os primeiros encontros num coreto do Jardim do Meier, no Rio.   Com 31 anos, a Universal tem aproximadamente 8 milhões de seguidores somente no Brasil, conforme a instituição. A igreja informa que tem 9,6 mil sacerdotes e emprega 22 mil funcionários em mais de 4,7 mil templos em 172 países.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.