Uniformidade pode acelerar processos

Pelo estudo do Cebri, em um futuro ideal, se as várias agências adotassem regulamentos similares, seria possível ganhar tempo e mais segurança.

O Estado de S.Paulo

05 Dezembro 2013 | 02h02

"A FDA (agência reguladora dos EUA) já reconheceu, depois de ocorrerem mortes por intoxicação, que é incapaz de controlar tudo o que entra no país. Se os países tivessem regulamentos semelhantes, esses esforços seriam divididos e se poderia importar mais facilmente", explica Adriana de Queiroz, coordenadora executiva do Cebri.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.