Único negro entre os coronéis é o novo chefe

Admir Gervásio Moreira, corregedor da Polícia Militar

, O Estado de S.Paulo

22 de maio de 2010 | 00h00

Único negro entre 54 coronéis da PM, o novo corregedor, coronel Admir Gervásio Moreira, de 55 anos, é um disciplinador. Gervásio, como é conhecido, entrou para a corporação em 1975 como soldado. Prestou exame para a Academia do Barro Branco, onde se formou em 1981. Fez carreira na Corregedoria. Promovido a coronel, assumiu em 2008 o policiamento na zona norte, em substituição ao coronel José Hermínio Rodrigues, assassinado um mês antes. Depois, em 2009, passou para o Comando de Policiamento Metropolitano (CPM). Como novo corregedor, terá como missão concluir o inquérito sobre a morte de Hermínio. No último ano, a PM expulsou 330 policiais. Por causa dos recentes casos de violência, o Comando da PM reuniu, na quarta-feira, 400 oficiais - de capitães a coronéis - em serviço em São Paulo. O objetivo foi tentar aprimorar a supervisão da tropa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.