Unicamp bate recorde de vestibulandos na primeira fase

Mais de 68,7 mil candidatos fizeram nesse domingo, 10, a primeira fase do vestibular da Unicamp em 18 cidades do País. Os vestibulandos disputam 3.460 vagas em 69 cursos. Essa edição teve recorde em número de candidatos presentes na prova - a abstenção foi a menor (6,9%) desde 2011.

Bárbara Ferreira Santos, Mônica Reolom, Sarah Brito, Julia Affonso e Suellen Amorim, Especiais para o Estado, O Estado de S.Paulo

11 Novembro 2013 | 02h06

Segundo a Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp (Comvest), não houve registro de graves problemas nos locais de prova.

Em Belo Horizonte, no entanto, o exame começou mais tarde, às 15h30, por causa do rompimento de cabo de rede. Alguns alunos desistiram por causa do problema, mas a Comvest não soube informar o número total.

Tranquila. A prova foi composta de duas redações e 48 testes. A primeira proposta de redação exigia que o candidato escrevesse uma carta às autoridades municipais sobre mobilidade urbana. A segunda pedia um relatório de ações culturais realizadas em um colégio. As questões de múltipla escolha foram marcadas por conteúdos de atualidade, como a Primavera Árabe, e uma imagem de Che Guevara desenhada por Andy Warhol.

Os candidatos ouvidos pelo Estado afirmaram que a prova foi "tranquila" e "objetiva". Adriana Lins, de 18 anos, comparou o vestibular com o Exame Nacional do Ensino Médio, realizado em outubro. "A Unicamp é completamente objetiva. Achei a prova mais fácil."

Professores de cursinhos disseram que o exame foi bem elaborado e sem surpresas. "A prova foi excelente, conteudista", afirmou Vera Antunes, coordenadora do Objetivo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.