União libera ''cartão anticheia'' para SC

Ajuda federal virá por meio de R$ 43 milhões em créditos para o Estado e especificamente para 19 municípios mais afetados pela chuva

Rafael Moraes Moura, O Estado de S.Paulo

13 de setembro de 2011 | 00h00

BRASÍLIA

O governo federal vai liberar R$ 43 milhões para reparar danos provocados pela enchente em Santa Catarina. Desse total, R$ 30 milhões são para o governo do Estado fazer obras de reparo e R$ 13 milhões serão destinados para os 19 municípios mais afetados e para a compra de medicamentos e alimentos, segundo informou ontem o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho.

Veja também:

linkDoação chega agora a Rio do Sul

linkDepoimento: Cinco dias ilhado em hotel

"Além disso, o governo federal vai liberar nesta semana 3 toneladas de medicamentos para atender a população atingida", adiantou Bezerra Coelho. Segundo o ministro, entre os remédios estão itens de primeiros socorros e vacinas.

Cartão de crédito. O governo federal também vai entregar 20 cartões de crédito para "ordenadores de despesa" - 19 para municípios e 1 para o Estado -, visando a facilitar compras de emergência para a população. O Estado ficará com R$ 3 milhões e os municípios, R$ 10 milhões.

O ministro enfatizou que caberá ao Estado e aos municípios definir o responsável pelo controle de gastos. As informações reunidas no portal da transparência permitirão o controle dos gastos. A iniciativa já funciona como projeto-piloto em 25 cidades de cinco Estados, incluindo Santa Catarina.

De acordo com boletim divulgado pela Defesa Civil catarinense às 19h de ontem, 51 cidades decretaram emergência, 10 decretaram estado de calamidade pública; 978.070 pessoas foram afetadas, 162.237 estão desalojadas e 15.357, desabrigadas.

"Mas o sistema de alerta funcionou. Passado o pico maior da cheia, constatamos o baixo número de mortes, sobretudo em comparação com enchentes semelhantes. E a previsão meteorológica é favorável, o que vai facilitar a desobstrução das estradas e permitir maior assistência à população afetada", ressaltou o ministro da Integração Nacional.

Normalidade. A Secretaria da Defesa Civil de Santa Catarina estima que as águas dos Rios Itajaí-Açu e Itajaí-Mirim, que alagaram cidades catarinenses, voltem à calha amanhã. Ontem, o sol predominava no Estado e as águas baixavam em média 10 centímetros a cada 2 horas. / COLABOROU EVANDRO FADEL

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.