União deve manter armas como patrimônio

DESARMAMENTO

, O Estado de S.Paulo

16 de junho de 2010 | 00h00

O governo federal não poderá destruir as armas arrecadadas na campanha do desarmamento, sob pena de multa diária. A decisão da juíza Elizabeth Leão, da 12.ª Vara Cível Federal de São Paulo, assinada no dia 10, vale até que a ação seja julgada definitivamente. O Instituto do Patrimônio Histórico moveu ação civil pública. Segundo a juíza, o decreto que obriga a destruição esbarra na garantia de proteção ao patrimônio histórico e cultural.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.