Umidade relativa do ar sobe, mas volta a cair amanhã em São Paulo

Índice pode chegar a 60%, o que favorece a dispersão dos poluentes nas regiões mais próximas do litoral; nos próximos dias, cidade deve ficar em estado de atenção novamente

Julia Baptista, do estadão.com.br,

30 de agosto de 2010 | 10h22


SÃO PAULO - A cidade de São Paulo vai ter aumento na umidade relativa do ar nesta segunda-feira, 30, devido ao avanço de uma frente fria de fraca intensidade pelo oceano, de acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE). São Paulo começou o dia com céu encoberto, visibilidade reduzida por névoa úmida e temperatura na casa dos 15ºC.

 

O índice pode chegar a 60%, o que favorece a dispersão dos poluentes nas regiões mais próximas do litoral de São Paulo. Os termômetros podem atingir aos 26 graus no período da tarde.

 

Nos próximos dias, no entanto, o tempo volta a ficar seco, com temperaturas podendo chegar aos 31 graus. Os índices de umidade vão cair e ficam abaixo dos 30%, caracterizando estado de atenção. As simulações indicam chuvas significativas apenas no início da segunda semana de setembro.

 

Tudo o que sabemos sobre:
São Pauloclimaumidade relativa do ar

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.