Filipe Araújo - 20/8/2010
Filipe Araújo - 20/8/2010

Umidade relativa do ar chega a 17% na capital paulista

Não há previsão de chuva até o final de agosto; população deve evitar atividades ao ar livre e exposição ao sol entre 10h e 17h

Priscila Trindade, estadão.com.br

23 de agosto de 2010 | 19h10

SÃO PAULO - A umidade relativa do ar na cidade de São Paulo chegou aos 17% por volta das 17 horas desta segunda-feira, 23, segundo medição feita do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), no Mirante Santana, na zona norte.

 

Hoje, a capital ficou em estado de alerta das 13 horas até às 18h15 devido à baixa umidade do ar. De acordo com a Defesa Civil municipal, às 18h50 o índice subiu - entre 24% e 30% - e a cidade passou para o estado de atenção.

 

O Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), da prefeitura, informou que não há previsão de chuva até o final do mês.

 

Recomendações. A recomendação da Defesa Civil é que a população evite atividades ao ar livre e exposição ao sol entre 10 horas e 17 horas e não pratique exercícios entre as 11 horas e 15 horas. É aconselhável também a ingestão de bastante líquido para não ter problemas de desidratação.

 

O órgão alerta ainda às pessoas para que não coloquem fogo em terrenos baldios e vegetação seca, pois a baixa umidade relativa do ar pode aumentar as chances de incêndio nas pastagens e florestas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.