Umidade pode ficar abaixo de 30% em São Paulo

Segundo o CGE, os índices podem ficar próximos a níveis críticos entre 12h e 16h; recomendação é tomar bastante água

Mônica Reolom, O Estado de S. Paulo

10 Maio 2013 | 11h34

SÃO PAULO - Os moradores da cidade de São Paulo devem ficar atentos ao ar seco nesta sexta-feira, dia 10, e no fim de semana. De acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), a umidade relativa do ar pode alcançar índices inferiores a 30%, o que representa risco à saúde.

Após uma manhã com névoa forte, o aparecimento do sol aumenta as temperaturas, causando a queda da umidade. Segundo o meteorologista do CGE Tomaz Garcia, os índices podem ficar próximos a níveis críticos entre 12h e 16h, o que gera um ar muito seco e poluído. "Sem chuva, os poluentes no ar ficam mais concentrados e não conseguem se dissipar", afirma Garcia.

O tempo seco pode gerar complicações alérgicas e respiratórias, sangramento do nariz, ressecamento da pele e irritação dos olhos, além de aumentar o potencial de incêndio em pastagens.

O ideal é evitar exercícios físicos ao ar livre entre 11h e 16h, umidificar os cômodos de casa com toalhas molhadas, permanecer em locais protegido do sol e consumir bastante água.

Nos próximos dias, a baixa umidade do ar deve piorar e se estender por períodos mais longos do dia por causa da falta de chuva. A previsão é que chova apenas no fim da próxima semana. Nesta sexta-feira, as temperaturas na capital não passam dos 26°C na capital, segundo o Climatempo.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.