Umidade do ar volta a cair e SP entra em estado de alerta

Índice se encontrava próximo aos 18% às 14 horas; ideal é que marca esteja acima de 60%

Solange Spigliatti, Central de Notícias

13 Setembro 2010 | 14h10

SÃO PAULO - Os índices de umidade relativa do ar baixaram ainda mais no começo da tarde desta segunda-feira, 13, na capital paulista, que entrou em estado de alerta por volta das 13h30, segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE).

 

Por volta das 14 horas, a umidade relativa do ar já se encontrava próxima aos 18% em alguns pontos da Cidade, segundo os dados das estações automáticas do CGE.

 

O índice foi registrado pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), no Mirante de Santana, na zona norte de São Paulo. Por volta das 11h45, a umidade estava em torno de 28% e a temperatura era de 27ºC.

 

Às 13 horas, o aeroporto de Campo de Marte e o aeroporto de Congonhas registraram 14% de umidade relativa e 30ºC e 31ºC, respectivamente, segundo a Climatempo. No aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, no mesmo horário, a temperatura era de 30ºC com 17% de umidade.

 

Todos esses valores de umidade relativa são considerados uma situação de alerta pelos padrões da Organização Mundial da Saúde. Nas próximas três horas, o nível de umidade poderá diminuir um pouco na Grande São Paulo, de acordo com a Climatempo.

 

Mais conteúdo sobre:
umidade do artempo seco

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.