Umidade do ar continua abaixo dos 30% em São Paulo

Tempo seco e quente favorece diminuição, que deve continuar menor que o considerado ideal

Fabiana Marchezi, Central de Notícias

31 de agosto de 2009 | 14h59

O índice de umidade relativa do ar em São Paulo está abaixo dos 30% nesta segunda-feira, 31, e ainda deve permanecer assim na terça-feira. O porcentual indica estado de atenção e é considerado abaixo do recomendável pela Organização Mundial de Saúde (OMS). O ideal é que o índice fique em torno dos 60%.

 

Veja também:

especialPrevisão do tempo em sua cidade

 

De acordo com o CGE, nesta segunda, às 13 horas, a umidade chegou a cair para 24,5% na região do Aeroporto de Congonhas, na zona sul da cidade. Por volta das 14h30, na mesma região, a umidade estava em 28%. Já na região do Aeroporto Campo de Marte, na zona norte, a umidade estava em 26,5%.

 

Por causa da massa de ar quente que prevalece no Estado, a terça-feira deve permanecer quente e com sol, com períodos parcialmente nublados, condições favoráveis à ocorrência de umidade relativa do ar abaixo de 30%. A temperatura mínima na capital fica na casa dos 14ºC e a máxima não deve passar dos 29ºC.

 

O recorde de baixa umidade relativa do ar foi registrado no dia 14. Conforme dados do Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), o índice chegou a 10%, no meio da tarde, na estação do Inmet em Santana, na zona norte da capital paulista. Esse número é considerado estado de emergência.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.