Uma semana depois, quatro pessoas continuam desaparecidas em Itaoca

Buscas não serão interrompidas; unidades do Programa Escola da Família recebem doações

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

20 de janeiro de 2014 | 17h26

SOROCABA - Quatro pessoas continuam desaparecidas até a tarde desta segunda-feira, 20, uma semana após o temporal que atingiu Itaoca, no sudoeste paulista. Os corpos de 23 vítimas foram localizados e sepultados até a noite de sábado, 18. As buscas não serão interrompidas.

De acordo com a Polícia Civil, estão desaparecidos Maikon Antonio Mota de Oliveira, de 13 anos, José Gonçalves da Mota Neto, de 6, Camila Carla Barbosa Franco, de 19, e Márcio Fabrício Schward, de 25. O aposentado Antenor Gonçalves de Camargo, de 70 anos, continua internado no Hospital Municipal de Apiaí. Ainda há 34 pessoas desabrigadas e 180 desalojadas na cidade.

Doações. A Secretaria da Educação do Estado começa a receber esta semana doações para os moradores e desabrigados de Itaoca. As 2,3 mil unidades do Programa Escola da Família distribuídas por todo o Estado funcionarão como postos de coleta de roupas, mantimentos e produtos de higiene para as vítimas. Uma equipe foi a Itaoca para identificar as doações mais necessárias e organizar a distribuição dos donativos. A ação será realizada mesmo com as escolas em recesso por causa das férias escolares.

Tudo o que sabemos sobre:
iatocachuvas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.