Uma semana depois, apenas 68 vítimas são identificadas

IML afirma que algumas vítimas não serão reconhecidas nem com o exame de DNA

Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

24 de julho de 2007 | 10h07

Uma semana após o acidente com o vôo 3054 da TAM, apenas 68 das 199 vítimas foram identificadas pelo Instituto Médico Legal (IML) de São Paulo. Na manhã desta terça, o IML identificou os corpos de Elaine Tavares da Silva e Zenilda Otília dos Santos. Do total de vítimas, 187 estavam no Airbus que se chocou com o prédio da TAM Express após uma tentativa de pouso no Aeroporto de Congonhas. No acidente, oito pessoas que estavam no prédio da empresa desapareceram e outras quatro morreram no solo.   Lista de vítimas do acidente do vôo 3054  O local do acidente  Quem são as vítimas do vôo 3054  Histórias das vítimas do acidente da TAM  Galeria de fotos  Opine: o que deve ser feito com Congonhas?  Cronologia da crise aérea  Acidentes em Congonhas  Vídeos do acidente  Tudo sobre o acidente do vôo 3054   Antes, o número total de vítimas divulgado foi de 200. Na segunda, peritos do IML explicaram que a revisão ocorreu por causa da dificuldade entre distinguir corpos de fragmentos de corpos. De acordo com o diretor de divisão do IML, Carlos Alberto de Souza Coelho, de 60 anos, o trabalho de identificação dos corpos é muito complicado. Segundo ele, ainda é cedo para dizer quantas vítimas do vôo precisarão ser submetidas a análise de DNA. "Espero que seja a minoria."  A análise do DNA das vítimas deverá ser feita pelo próprio IML de São Paulo. Porém, segundo ele, algumas vítimas não serão identificadas nem com a análise. "O DNA é uma cadeia protéica, uma cadeia de proteínas. E a proteína se desnatura quando submetida a certas condições. Uma delas é a temperatura. Então é possível que em alguns casos o DNA se perca", explicou. Como a temperatura na hora do acidente pode ter chegado em torno de 1.000º C a 1.200º C, o DNA de algumas vítimas pode ter se perdido. "Mas geralmente não é todo o corpo que é submetido diretamente às chamas", afirma Coelho.  Colaborou Álvaro Magalhães, do Jornal da TardeTexto alterado às 10h34 para acréscimo de informações.

Tudo o que sabemos sobre:
vôo 3054mortos no vôo 3054

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.