Filipe Araujo/AE–9/9/2011
Filipe Araujo/AE–9/9/2011

Uma feira para quem é de outro mundo

Expo Alto Astral, no Anhembi, atrai público disposto a buscar energização e equilíbrio

Paulo Sampaio, O Estado de S.Paulo

11 de setembro de 2011 | 00h00

Enquanto organiza a fila de interessados em assistir ao ritual do raio azul, a terapeuta holística do rejuvenescimento Eliza Cortez, de 53 anos, explica. "O azul é a cor da coragem, da fé. Mas para usar fio dental, com a minha idade, é preciso também cuidar muito da alimentação."

A sala dos rituais é uma das tendas mais procuradas da 1.ª Expo Alto Astral, feira místico-ecumênica que reúne 80 estandes no Anhembi e pretende atrair 15 mil visitantes. O ingresso custa R$ 15 e o evento termina hoje. "No amor, estou sossegada. Namoro um homem, ó, 10!", conta a enfermeira aposentada Maria Luiza Oliveira, de 61 anos, na fila da sala de rituais.

Ali a palestra é grátis, mas Maria Luiza reclama dos preços praticados pelos videntes e leitores de tarô. "Tem gente pedindo R$ 50!" No espaço esotérico "Caminhos do Sol", a proprietária, Alexandra Lima, de 37 anos, informa que está cobrando preço promocional - R$ 30 por 20 minutos. "Normalmente, cobro R$ 1,99 o minuto pelo telefone, MSN ou pessoalmente", explica ela, que tem uma equipe de 11 leitoras de mão e diz atender 50 clientes por dia.

A maior parte do público é feminina. "Posso dizer que 90% são mulheres e 10% são... bom, são eles..." Eles? "Os homossexuais", responde. Diz que "esse público" demanda atendimento "mais sensível".

Fé. Para quem tem fé, a feira é uma verdadeira praça de alimentação energética. A terapeuta holística (são muitas) Silvana de Freitas, de 38 anos, que se apresenta como Sil Violeta, mede com duas hastes móveis presas a um suporte o "nível de energia" do designer Leandro Rossi. "Quando as hastes se abrem, a energia é boa; quando se cruzam, ruim." No caso de Leandro, elas se cruzam em todos os chacras. "Eu estou muito doente", ele ri.

"Ginástica cerebral". Próximo dali está o estande do professor Carlos Maurício Prado, que anuncia 50% de desconto e é especialista em "ginástica cerebral". Prado explica que sua terapia demanda apenas 7 minutos pela manhã. "São exercícios de um minuto cada, que promovem o aquecimento dos dois lados do cérebro e sua partida instantânea", diz. Ele também dá cursos sobre ioga para os olhos.

O alemão Holgar Herrger, que acompanha a mulher e é um dos três homens na fila de 20 pessoas para o ritual com o punhal cigano, explica que na Alemanha não existem tantas possibilidades de fé. "Lá, ou você é católico, ou protestante, ou engenheiro, como eu."

"Não contratamos ninguém por Dinheiro"

Um estande na Expo Alto Astral custa R$ 2 mil, explica o empresário Roger Zulli, de 38 anos, organizador da feira. Zulli, que é "do ramo de estacionamentos e da construção civil", afirma que investiu R$ 150 mil na feira e, pelos seus conhecimentos no "meio esotérico", soube fazer uma boa seleção dos participantes. "Não contratamos ninguém por dinheiro."

E dá o exemplo do astrólogo Otávio Leal, que "leva dois meses para preparar um mapa astral de 50 páginas". "Ele não visa à grana. Trabalhava em banco, largou tudo para abrir a Humaniversidade, em Moema, que tem cursos de três anos, imagina..."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.