Uma cidade, vários mundos

 

Rodrigo Brancatelli, O Estado de S. Paulo

24 Janeiro 2011 | 23h00

 

Com seus 1.522,98 km² de área, a cidade de São Paulo tem mais facetas do que conseguimos perceber e - mais do que isso - entender. São pequenos municípios dentro do município, endereços tão díspares que quase falam línguas diferentes - o Itaim-Bibi é outro mundo se comparado a Pirituba, que difere de Santana, que guarda pouca semelhança com o Tatuapé... Mas, quando a ideia é escolher um bairro para chamar de meu, qual é o melhor? É possível mensurar qualidades de um e outro sem cair numa discussão digna de futebol? Ou falar que a Mooca é melhor para morar do que o Brás e o Tatuapé? Que Pinheiros é melhor do que o Pacaembu? Que o seu bairro é melhor do que o meu?

Qual a sua São Paulo ideal?

linkSe a maior preocupação for segurança

linkSe o preço não é o problema

linkSe você precisa - e adora - comprar

linkSe você não vive sem verde

linkSe a gula é o seu pecado predileto

linkSe você curte balada (e não se importa com barulho)

linkSe você joga no time dos solteiros

linkSe você quer ter empregos perto de casa

linkSe quer um colégio particular na esquina

linkSe você é fã de cinema, teatro, museus

linkVila Mariana, o distrito mais completo da capital

linkVocê sabe que está em São Paulo quando...

linkOpções para conhecer (ou redescobrir) a história de São Paulo

especialQual frase melhor define São Paulo?

lista Microcrônicas Paulistanas

 

"O melhor" é, claro, polêmico e extremamente subjetivo. Enquanto para um morador o mais importante é ter segurança ou lojas perto de casa, para outro pode ser mais importante viver no meio de muito verde e opções culturais. Mas dá, sim, para apontar as qualidades e deficiências dos distritos paulistanos, seus pontos fortes e fracos.

 

Inspirado em uma reportagem da revista americana New York, este caderno especial aproveita os 457 anos de São Paulo e a riqueza de dados públicos e privados sobre a cidade para tentar olhar a questão de maneira mais objetiva. Os resultados estão nas próximas páginas: seja pela gastronomia, pelo preço do m² o u a quantidade de lojas e árvores, há sempre uma São Paulo ideal para cada paulistano.

 

Em 3 meses de pesquisa, 1 milhão de dados

 

Para montar os rankings, jornalistas e analistas se debruçaram sobre dados públicos e privados de 2010

 

Para montar o banco de dados com virtualmente todos os números disponíveis sobre a cidade de São Paulo, o Estado contou com a ajuda da Escopo Geomarketing, empresa de consultoria paulistana especializada em pesquisas de mercado.

 

Por três meses, funcionários da empresa e repórteres do jornal se debruçaram sobre as mais variadas estatísticas, de índices de homicídio e furto de carros à quantidade de metros quadrados de áreas verdes e número de vagas de trabalho.

 

Essas informações foram então agrupadas em categorias maiores, como compras e serviços (número de lojas, supermercados, shoppings), criminalidade (todos os dados de segurança registrados em 2010), capital criativo (museus, centros culturais, cinemas), vida noturna (bares e danceterias), gastronomia (restaurantes e padarias), espaços verdes (parques, praças e canteiros) e custos de habitação (preços por m², tanto para inquilinos quanto para proprietários).

 

No total, quase 1 milhão de números foram registrados na pesquisa. Isso inclui informações de 300 mil empresas cadastradas na Prefeitura a dados de 5,5 mil restaurantes, 250 baladas e 230 áreas verdes. Em seguida, diversos especialistas foram consultados para avaliar os dados, dar peso às categorias e criar uma média ponderada para o ranking.

 

"O mais difícil foi compilar todos os dados em uma única visão", explica Marcos Callegari, gerente de inteligência de mercado da Escopo, lembrando que estatísticas são informações primordiais para analisar a cidade. "Até então, sempre havíamos trabalhado com os dados separados", continua. "O desafio desta vez foi reunir todos eles em um mesmo cenário e, já que não dá para comparar vaga de emprego e número de baladas com quantidade de homicídios, dar pesos às categorias para conseguir chegar aos rankings dos bairros."

 

O ranking

1º Vila Mariana

2º Pinheiros

3º Saúde

4º Itaim-Bibi

5º Santa Cecília

6º Moema

7º Bela Vista

8º Butantã

9º Perdizes

10º Liberdade

Mais conteúdo sobre:
SP aniversário especial

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.