TV Estadão | 18.09.2015
TV Estadão | 18.09.2015

Um Paraíso de bairro

Região está entre as melhores para morar, em São Paulo

O Estado de S. Paulo

18 de setembro de 2015 | 17h30

O índice de desenvolvimento humano (IDH) do Paraíso, em São Paulo, se aproxima em números aos de alguns dos melhores países do mundo para se viver. Segundo o Atlas Brasil, site de consulta ao IDH municipal (IDHM) e a mais de 200 indicadores de desenvolvimento humano dos municípios e estados brasileiros, o IDHM da região que compreende os principais pontos do Paraíso é de 0,943- inferior ao da Noruega (0,944), maior do que o da Austrália (0,933) e o da Suíça (0,917), para cintar alguns exemplos.

Mas, mesmo sem querer comparar o incomparável, por causa dos contextos diferentes, o fato é que em termos de IDH o Paraíso está em uma das melhores áreas da região metropolitana de São Paulo. Ocupa o 38° lugar, em uma lista de 2858 Unidades de Desenvolvimento Humano (UDHs) mapeadas (cada UDH reúne uma série de bairros).

O IDHM funciona como um indicador de qualidade de vida para os municípios, assim como IDH para os países. É calculado pela análise de três dimensões, as mesmas utilizadas pelo IDH Global: longevidade, educação e renda. A diferença é que ele adequa a metodologia ao contexto das cidades brasileiras e se apropria de diferentes indicadores. Além disso, toma como base os materiais extraídos dos Censos Demográficos de 1991, 2000 e 2010, publicados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O IDHM procura avaliar a oportunidade que um morador de determinada cidade tem de viver uma vida longa e saudável. Também analisa aspectos como o acesso a conhecimento e a garantia de um padrão de vida que atenda necessidades básicas, como saúde, educação e renda. O índice varia de 0 a 1. Quanto mais próximo de 1, maior o desenvolvimento humano.

Fruto de uma parceria entre o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) e a Fundação João Pinheiro (FJP), o Atlas Brasil passou a divulgar no ano passado o IDHM intramunicipal.

O levantamento compila dados sobre vinte regiões metropolitanas do país e divide as cidades em áreas chamadas de Unidades de Desenvolvimento Humano (UDH). Elas não demarcam com exatidão os bairros da cidade, mas compreendem regiões dentro desses e usa pontos específicos como referência. Veja abaixo a área compreendida pela UDH Paraíso, que ocupa a  38ª posição de um ranking que inclui, ao todo, 2 858 UDHs na Grande São Paulo.

Lidera o ranking de IDHM na região metropolitana de São Paulo, a UDH Vila Madalena: Estação Vila Madalena, com índice de 0,965; na sequência, estão as UDH’s Vila Madalena: Estação Santuário Nossa Senhora de Fátima / Sumaré; Vila Cordeiro: Escola Nat Gin Bioswin Ltda; Berrini/Vila Funchal: Estação Berrini; e Jardim Paulistano: Delegacia de Polícia Participativa/14º Delegacia de Polícia. Todas empatadas no índice 0,965.

Confira os seis melhores lugares para se viver na Grande São Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
bairrosspparaísoidh-msão paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.