Um imóvel de 300 anos e árvores nativas de SP

Casa do Bandeirante: fica na Praça Monteiro Lobato, no Butantã, e é um dos raros imóveis coloniais da cidade

Rodrigo Burgarelli, O Estado de S.Paulo

12 de agosto de 2011 | 00h00

Uma casa de taipa de pilão do século 17, rodeada por um bosque de 14 mil m² cheio de árvores típicas, como canelinhas e perobas. Esse é o local favorito do ambientalista Ricardo Cardim, que ficou conhecido por escrever o blog Árvores de São Paulo (http://arvoresdesaopaulo.wordpress.com) e por estudar como poucos a vegetação nativa da cidade.

Ricardo diz que a Casa do Bandeirante do Butantã, na zona oeste, é a união de duas coisas de que ele gosta muito - história e meio ambiente.

"Mesmo perto da poluída Marginal do Pinheiros, ela ainda guarda, além do belo imóvel rural de quase 300 anos, árvores nativas típicas da capital", diz, empolgado. "Ficar ali é imaginar a metrópole quando ela era uma pequena vila cercada pelo sertão."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.