ALEX SILVA/ESTADAO
ALEX SILVA/ESTADAO

Um dia após pane, Aeroporto de Guarulhos tem atraso em 25% dos voos

Dos 531 voos programados para este sábado, 137 atrasaram e 12 foram cancelados; situação melhora um pouco em Congonhas, com 18,3% das viagens atrasadas

Igor Ferraz e Paula Felix, O Estado de S. Paulo

21 Julho 2018 | 11h47
Atualizado 22 Julho 2018 | 15h53

SÃO PAULO - Um dia após a pane que afetou voos em São Paulo, o Aeroporto de Congonhas, na zona sul da cidade, tinha atrasos em 18,3% das viagens previstas para o período entre 0 hora e 18 horas de sábado, 21. De 164 voos programados, 32 estavam atrasados, disse a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero)

No Aeroporto de Cumbica (Guarulhos), no mesmo período, dos 531 voos, 12 foram cancelados e 137 atrasaram (25,8%). Segundo a GRU, concessionária que administra o terminal, a situação estava normalizada e os atrasos não eram reflexos do problema técnico do dia anterior.

Conexões em outros aeroportos do País também continuavam com problemas no sábado. No Aeroporto de Brasília, dos 110 voos programados, 44 tiveram atrasos (40%) de 0 hora às 18 horas. No Santos Dumont, no Rio, 15 dos 82 voos (18,3%) atrasaram e três foram cancelados no período.

Na manhã de sábado, em todo o País, havia registro de atraso em 16,98% dos voos. Dos 950 voos programados, 218 atrasaram(22,9%) e 32 foram cancelados.

Na sexta-feira, 20, foram registradas instabilidades no sinal do radar da Área de Controle Terminal de São Paulo, informou o Centro de Gerenciamento da Navegação Aérea.

A estudante Luara Corleto, de 17 anos, enfrentou um atraso de quatro horas no voo que pegaria de São Paulo para Vitória (ES) nesta sexta-feira. "Quando cheguei no aeroporto, às 17h, já vi um monte de gente. Até então, meu voo estava previsto, mas não estava confirmado. Às 19h, falaram que o voo ia atrasar, mas sairia às 20h."

Luara conta que o horário continuou sendo alterado e ela só conseguiu viajar às 22h50. "Isso me atrapalhou, porque eu tinha um show para ir às 21h. Daria tempo de eu ir. Perdi o ingresso, perdi dinheiro." Ela diz que a espera foi desconfortável. "Foram quatro horas de atraso. Dá cansaço, fome."

Motivos para atrasos nos aeroportos

Isso foi causado, segundo a Força Aérea Brasileira (FAB), pela “transição do fornecimento de energia elétrica do abastecimento comercial para o do gerador próprio”. Durante a pane, foram adotadas ações de contingenciamento de fluxo na região. 

Resolução 141/2010 da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) prevê que as companhias deem assistência em atrasos e cancelamentos. A partir de uma hora de atraso, o passageiro deve receber opções para comunicação. A partir de quatro horas, deve ser garantida acomodação. Atraso maiores dão direito a reembolso.

Em nota, a companhia aérea Gol informou que, entre 0 hora de sexta e a tarde de sábado, 33 voos foram cancelados e sete foram alternados para os aeroportos de Confins (Belo Horizonte), Galeão (Rio) e Curitiba. Informou ainda que trabalha para "minimizar os impactos.

Também em nota, a companhia aérea Latam informou que quatro voos foram "cancelados previamente" neste sábado. "A companhia não está medindo esforços para prestar a assistência necessária aos seus passageiros", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.