Ubatuba tem aulas de esportes que parecem brincadeira

Na Praia da Sununga, você se diverte com o sonrisal e skimboard e ainda conhece a cultura caiçara

Marina Vaz, de O Estado de S. Paulo,

29 Dezembro 2008 | 17h31

Em Ubatuba, crianças e adultos correm na areia úmida, pulam em cima de um disco de madeira e seguem em direção ao mar. Outros, com uma pequena prancha, conseguem se manter na água por mais tempo, pegando ondas no mar bravo da Praia da Sununga.  O que parece brincadeira virou coisa séria para a Associação Ubatuba de Sonrisal e Skimboard (Auskim), que, além de conquistar turistas com aulas nas duas modalidades (R$ 20, a hora) e aluguel de pranchas (R$ 10, a hora), possui projeto para a difusão do esporte e para o desenvolvimento sustentável da comunidade local.  O sonrisal, praticado no Brasil há mais de 50 anos, utiliza uma prancha redonda feita de madeira naval compensada, que remete ao formato de um comprimido. Já o skimboard nasceu por volta de 1930, na Califórnia, por salva-vidas que utilizavam uma prancha sem quilha para o resgate mais rápido de banhistas. O esporte permite manobras mais radicais e maior tempo de permanência nas ondas. "No Brasil, (o skimboard) ainda está se profissionalizando, mas nos EUA já é muito difundido", explica Luiz Fernando dos Santos, presidente da Auskim.  Além de organizar competições oficiais, como o Skim Festival Brasil, com etapas em São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo e Pernambuco, a associação viabiliza projetos sociais voltados ao resgate da cultura caiçara, aulas de inglês à comunidade local e orientação profissional a jovens de 15 a 18 anos.  A mais recente vitória da associação foi o Projeto Fábrica de Sonhos, que ganhou, em novembro, patrocínio da Petrobras para capacitar 30 jovens da região, ensinando-os a produzir pranchas de skimboard e sonrisal. "É um projeto auto-sustentável. O dinheiro arrecadado com o que for vendido será revertido para os projetos da associação e para a manutenção da fábrica", explica Santos.  Os retalhos de madeira serão utilizados para produzir objetos como porta-retratos e porta-canetas. "Eles terminarão o processo também com noção de vendas", anima-se o presidente da Auskim.  Auskim. R. Hamilton Prado, 134, Praia da Sununga, Ubatuba, (11) 8299-5321. 10h/18h. Mais informações no site.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.