U2: empresa é autuada por venda irregular

Time For Fun vai responder a processo por restringir meia-entrada, entre outras denúncias

Jotabê Medeiros, O Estado de S.Paulo

21 Dezembro 2010 | 00h00

A Fundação Procon-SP autuou ontem a empresa Time For Fun Entretenimento (T4F) por desrespeito ao Código de Defesa do Consumidor durante a venda de ingressos para o show U2 360º Tour, marcado para o Estádio do Morumbi nos dias 9, 10 e 13 de abril. Todos os ingressos colocados à venda para os três shows da banda irlandesa no País estão esgotados. Custavam entre R$ 70 e R$ 380.

A medida do Procon foi motivada por 38 reclamações recebidas de consumidores, que relataram dificuldades no site para fazer a compra, "queda" no sistema, restrições sem explicação para a compra de meia-entrada, falhas no serviço e regras nebulosas para a cobrança da taxa de conveniência.

Os fiscais da fundação constataram, a partir das reclamações, que a empresa responsável pela organização do show e pela venda dos ingressos "deixou de prestar um serviço adequado aos consumidores", segundo nota do Procon. A discriminação entre consumidores titulares e não titulares de determinadas bandeiras de cartão de crédito também é apontada como um dos motivos da autuação.

Segundo a Fundação Procon, a T4F vai responder processo administrativo. Ao final deste, pode ser multada, com base no artigo 57 da Lei 8.078/90 (Código de Defesa do Consumidor).

Outro lado. A Assessoria de Imprensa da empresa soltou uma nota: "A Time For Fun não recebeu qualquer autuação do Procon até o momento. Quando recebida, a empresa vai se manifestar/ apresentar defesa nos autos do procedimento administrativo." Segundo o Procon, as autuações, quando na capital, são entregues em mãos - no interior, são feitas por meio de carta registrada.

Os shows do U2 no Morumbi terão abertura da banda inglesa Muse. A abertura dos portões será às 16h, e não será permitida a entrada de menores de 12 anos; 12 anos e 13 anos terão entrada permitida quando acompanhados dos pais ou responsáveis legais. A partir de 14 anos, será permitida a entrada.

O Procon informou que o consumidor que enfrentar dificuldades para a compra de ingressos de eventos de cultura e lazer deve procurar um órgão de defesa do consumidor de sua cidade para formalizar uma reclamação para ter os seus direitos resguardados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.