Tutty Humor

Sabe a última da Interpol?

Tutty Vasques, O Estado de S.Paulo

10 de setembro de 2011 | 00h00

Virou piada na OTAN o alerta vermelho que a Interpol emitiu ontem a pedido do Tribunal de Haia, incluindo Muamar Kadafi no rol de fugitivos mais procurados do planeta. Para a turma que vem há meses bombardeando impiedosamente a Líbia na tentativa de acertar a testa do ditador, a ordem de prisão expedida pela polícia internacional com o aval da Justiça das Nações Unidas soa como anedota de salão.

Pois se com o tal "alerta vermelho" a Interpol não conseguiu pegar nem o Maluf, caramba, imagina o Kadafi! Onde quer que esteja, o foragido líbio também deve ter dado boas gargalhadas com as medidas tomadas para tentar capturá-lo de maneira civilizada.

Que nem fizeram com o Salvatore Cacciola quando o ex-banqueiro botou os pés fora da Itália, lembra?

Só pelo fato de levar a sério a possibilidade de prisão de Kadafi numa fila de check-in em aeroporto ou num posto da polícia rodoviária do deserto, francamente, imagina só o nível de chacota que andam fazendo com a Interpol no Seal Team 6, o grupo de elite da Marinha americana que deu cabo de Osama bin Laden!

A propósito, o terrorista saudita também foi colega de Maluf na listinha da Interpol.

A fila andou

Luis Fernando Verissimo abriu seu coração na Bienal do Rio: "Há um prazer sensual em pegar e cheirar um livro." Disse, anos atrás, algo parecido sobre Patrícia Poeta. Com o tempo, como se sabe, a libido migra.

Último recurso

Tem gente no PT começando a discutir abertamente no partido a conveniência da adoção do recurso "Boa-noite, Cinderela", caso Marta Suplicy resolva mesmo, conforme prometeu, levar sua candidatura à Prefeitura de SP "até o final".

Moi non plus

Tomara que a rejeição política a Dominique Strauss-Kahn na França não reacenda nele o instinto de "gorila no cio" que celebrizou sua vida pessoal.

Pista elementar

Como é que o leitinho fresco de dromedário está chegando ao esconderijo de Kadafi na Líbia? O ex-ditador, sabe-se agora, não bebe outra coisa no café da manhã! Falta um bom serviço de inteligência às forças rebeldes que tomaram Trípoli.

Comissão de verdade

O ministro Celso Amorim tem o apoio dos chefes das Forças Armadas para negociar a tal Comissão da Verdade com o Congresso. Qualquer coisa entre 10% e 20% tá bom pra eles!

Outro Marco

Tem jornalista por aí enxergando chifre em cabeça de cavalo! "Marco regulatório da mídia", de uma vez por todas, não é o apelido do Marco Aurélio Garcia no Palácio do Planalto. O assessor top-top-top internacional da Presidência da República não está, pelo menos ultimamente, nem aí para a imprensa.

Calma!

Outro 11 de Setembro igual a este só daqui a 10 anos, quando a efeméride completar duas décadas! Graças a Deus!

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.