Tutty Humor

Rodízio de técnicos

Tutty Vasques, O Estado de S.Paulo

08 de setembro de 2011 | 00h00

Técnico de futebol adora se fazer de vítima! Como se perder emprego, no caso dessa gente, fosse problema. Imagina se, a essa altura do campeonato, Joel Santana está tristinho por trocar Belo Horizonte por Salvador, o Cruzeiro pelo Bahia, um contrato por outro com as tais multas rescisórias de praxe a favor do demitido!

Afora o Paulo Roberto Falcão, não existe técnico de futebol desempregado no Brasil! O próprio Renê Simões, que no ano passado se celebrizou por chamar a atenção para o que ninguém via em Neymar - "Estamos criando um monstro" -, treinava já sua segunda equipe no atual Brasileirão quando perdeu a vaga no Bahia para Joel Santana.

Logo terá convite de algum afogado na "zona" querendo abraçá-lo para se salvar do rebaixamento.

Não raro, da noite pro dia, o vilão de um time reencarna salvador da pátria em outro. Entre os 16 técnicos até aqui dispensados na competição, Adilson Batista trocou o Atlético Paranaense pelo São Paulo; Dorival Júnior, o Atlético Mineiro pelo Internacional; Cuca, o Cruzeiro pelo Atlético Mineiro; Antônio Lopes, o América Mineiro pelo Atlético Paranaense, Joel Santana...

E os caras ainda reclamam da vida - ô, raça, né não?

Unanimidade

"EI, ANA ARRAES, VAI PRO TCU!"

Coro suprapartidário pela candidatura da deputada do PSB à vaga de ministro do Tribunal de Contas da União.

Praxe rescisória

Se o Kassab cismar de fazer do Datena seu sucessor, como preveem as más línguas, quanto São Paulo terá de pagar de multa contratual à Band?

Só o que faltava!

Esgotadas todas as piadinhas de duplo sentido sobre o Rodoanel, vai começar tudo de novo: vem aí o Ferroanel! Fazer o que, né?

Fascínio infantil

O pequeno Gabriel, primeiro-neto da presidente Dilma, ainda não fala, mas, depois da parada militar de ontem, é bem provável que já tenha resposta para quando começarem a lhe perguntar o que vai ser quando crescer: "Dragão da Independência!"

Outra pessoa

A cirurgia plástica brasileira é o assunto do momento por onde quer que Lucília Diniz circule neste verão europeu. Ontem, em Paris, tinha gente que parava a socialite nas ruas só para pegar o contato do seu lipoescultor.

Trote eletrônico

O alerta já correu o Congresso: tem um gaiato por aí despachando e-mails em nome do José Dirceu convocando uns e outros para reunião no quarto de hotel do ex-ministro.

Marchinha dos indignados

Ato anticorrupção reuniu ontem em SP cerca de 500 pessoas. Não é nada, não é nada, a última Marcha da Maconha no Rio não juntou tanta gente.

Relaxa, vai!

Se você não aguenta mais ouvir falar em 11 de setembro, calma! Segunda-feira que vem já será dia 12. Se Deus quiser, né?

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.