Tutty Humor

O Lamborghini do Seu Jorge

Tutty Vasques, O Estado de S.Paulo

06 de setembro de 2011 | 00h00

Em São Paulo, ele é provavelmente só mais um carrão entre tantos na vizinhança do Morumbi, mas, nesses fins de semana que tem passado no Rio, o Lamborghini Gallardo marfim do Seu Jorge vira uma espécie de ponto turístico na cidade.

Leva sobre o Pão de Açúcar e o Cristo Redentor a vantagem de ser automóvel, ou seja, circula do Leme ao Pontal para se deixar fotografar no celular da cariocada - ô, raça! -, que não está acostumada a ver essas coisas na rua.

Não é só o deslumbramento pelo carango de R$ 1 milhão que atrai a curiosidade de quem passa a caminho do mar. Logo alguém de bermuda e chinelo avisa que aquele não é um Lamborghini qualquer: "É o Lamborghini do Seu Jorge, mermão!" Reação em coro: "Caraca!"

Aquele cara que nos anos 1990 morava nas ruas de Santa Teresa, revelado cantor no Farofa Carioca, já era um artista multimídia excêntrico de prestígio em Nova York e Paris quando se mudou para São Paulo, mas essa sua volta por cima ao balneário deixou seus antigos vizinhos bolados: nem o Eike Batista ostenta um carro daqueles no Rio, caramba!

Só se falava disso domingo na praia!

Quem?

A gente percebe que está ficando velho, quase gagá, quando se dá conta de que não faz a menor ideia de quem seja Hilary Duff, atriz e cantora americana que levou uma multidão de jovens histéricos ao lançamento de seu primeiro livro na Bienal do Rio.

A olho nu

De perfil, braços estendidos e mãos espalmadas contra o Muro das Lamentações, deu pra ver direitinho: Roberto Carlos está quase tão barrigudo quanto o Erasmo. No mais, não tem do que se lamentar!

Plágio descarado

O que tem de homem forte na novela do Aguinaldo Silva, francamente, por essas e por outras o Walcyr Carrasco implica com ele! "Quer ser maior em tudo, poxa!"

Anticoncepcional

Em entrevista exclusiva a Hebe Camargo, a cantora Sandy manteve-se peculiar em pronunciamento sobre a gravidez: "Não posso dormir no ponto!" Como diz a propaganda, "vai que..."

Mal comparando

Justiça seja feita a Michel Temer, Geraldo Alckmin e Gilberto Kassab. Ter ido à festa de aniversário do Maluf pode não ser tão grave quanto frequentar encontros no quarto de hotel do José Dirceu. Ou não, né?!

Peralá!

Irritado com o cheiro insuportável que interrompeu sua preleção na véspera da derrota para o Bahia, Vanderlei Luxemburgo proibiu o pum entre os jogadores do Flamengo. Exceção para Ronaldinho Gaúcho, que estava na seleção quando a coisa fedeu no Ninho do Urubu.

Outro nível

Apesar do 1 a 0 sobre Gana, esse time do Mano Menezes continua mais ou menos o mesmo: não fede nem cheira!

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.