Tutty Humor

Toco y me voy!

Tutty Vasques, O Estado de S.Paulo

16 Julho 2011 | 00h00

Dentinho ainda não se deu conta do que o destino lhe reserva - vive intensamente seu conto de fadas particular com a bela namorada no verão da Ucrânia -, mas é questão de tempo a aproximação entre a Mulher-Samambaia e aquele divertido grupo de ativistas desinibidas de Kiev. Imagina o sucesso que a morena fará entre as lourinhas que protestam em praça pública de topless.

Outra coisa que parece inevitável no mundo do futebol é a volta aos campos do "gladiador" Kléber. O cara já fez de tudo para conseguir aumento no Palmeiras: parou de jogar, esculachou os médicos do clube, duvidou do caráter de seus dirigentes, ameaçou ir pro Flamengo, foi pra balada, faltou a treino... Esgotadas todas as tentativas de diálogo, pediu desculpas, mas é bom lembrar que, por muito menos, os bombeiros do Rio foram presos.

E já que estamos falando da grande paixão nacional pelo futebol, nada se compara ao estado de graça da torcida do Corinthians, feliz da vida com a liderança do campeonato e a perspectiva do Itaquerão. Maluco não vai nem ficar chateado se Tevez se juntar a Seedorf na galeria de estrelas internacionais que o Timão quase contratou em 2011.

Ou não!

Efeito colateral

Quem esteve com Reynaldo Gianecchini após seu pronto restabelecimento da cirurgia de hérnia garante: o ator é praticamente outra pessoa. Sério!

Coisa de gaúcho

Dunga pediu a seu agente, o italiano Antonio Caliendo, que desse a notícia à imprensa: prefere continuar desempregado a trabalhar no São Paulo! É muito preconceito, né não?

Vontade de chorar

Dilma Rousseff tem bons motivos para ficar "triste" com algumas coisas que acontecem em seu governo: happy hour toda semana com a turma da base aliada, por exemplo, ninguém merece! Ainda bem que o Congresso entrou em recesso.

Olho do vulcão

O desânimo com o enfraquecimento dos protestos em Atenas tem fomentado o intercâmbio de estudantes gregos em Santiago do Chile. Não há, no momento, lugar melhor no mundo para enfrentar a polícia nas ruas.

O Astro

Depois de Dilma Rousseff presidente da República, Lula está querendo repetir o truque para inventar Fernando Haddad prefeito de São Paulo.

"Imobilizado, eu?"

Aécio Neves de braço na tipoia criticando o "imobilismo do governo", francamente, sabe aquela história do roto falando do esfarrapado?

Custo/Benefício

Hugo Chávez teve bons motivos para optar pelo tratamento em Cuba: São Paulo ultrapassou Londres, Paris e Nova York no ranking das cidades mais caras do mundo.

Dúvida hamletiana

Se não foi o Pagot que Pagot, quem Pagot?

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.