Tutty Humor

É grande, mas não é 2

Tutty Vasques, O Estado de S.Paulo

15 Julho 2011 | 00h00

Tudo tem limites! Assim como não permitiu à Sadia e à Perdigão juntarem os trapinhos sem que antes se desfizessem de parte de seus negócios, o tal Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) devia criar regras de restrição patrimonial também para pessoas físicas, estejam elas ou não em processo de fusão nupcial com alguém igualmente endinheirado.

Casado ou solteirão, não importa, todo dono de grande fortuna que quisesse adquirir qualquer coisa nova no mercado teria de repassar à concorrência um naco do que tem.

Um cara do tamanho do Eike Batista, por exemplo, não poderia mais sair por aí comprando tudo que vê pela frente sem, em contrapartida, passar adiante parte de seus preciosos ativos.

Funcionaria assim: para arrematar em leilão um poço de gás, um novo hotel ou o vestido que a Dilma usou em sua posse no Palácio do Planalto, o bilionário carioca teria de vender um jatinho, uma lancha offshore ou um restaurante chinês.

Se der certo, o esquema poderá futuramente ser estendido à nova classe média brasileira. Quem dera todo mundo tivesse de vender o carro velho para comprar um novo, né não?

Dedurada na web

Proibida pelo marido de frequentar redes sociais até pelo menos o fim da Copa América, Susana Werner culpou os jornalistas pela bronca que tomou de Júlio César depois que o goleiro da seleção soube pela imprensa da repercussão no Twitter da patroa daquele seu frango contra o Equador. Cá pra nós, como os coleguinhas poderiam imaginar que ela tuitava escondida do cara, caramba!

Páreo duro

"SÓ PORQUE ESTÁ NA SELEÇÃO, O JÚLIO CÉSAR QUER SER MAIS FRANGUEIRO QUE EU!"

Rogério Ceni

Autocensura

Esta coluna evitou a todo custo piadas de galinheiro sobre a convivência do Pato e do Ganso com o frango de Júlio César. Também foi cortado no fechamento comentário sobre a impressão geral de que o goleiro caiu tarde para defender o chute do equatoriano Caicedo. De piada pronta o inferno está cheio!

Prontidão

Os carabinieri estão com os nervos à flor da pele. Também, pudera! Se a crise na Itália seguir o script da Grécia, o próximo passo será o pau quebrar nas ruas de Roma.

Boato infame

O deputado Jair Bolsonaro esclarece: não tem nada contra a fusão da Sadia com a Perdigão. A Brasil Foods agradece!

Cabeça de menino

Neymar vai, aos poucos, vencendo o medo que se pela do Lúcio na hora de dormir. No início da Copa América, tinha pesadelos horríveis com o zagueiro.

Nova imagem

Depois da tempestade, vem a propaganda! Sérgio Cabral dobrou os gastos com publicidade de seu governo para sair da crise política bem na foto. Ninguém é de ferro, né?!

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.