Tutty Humor

Crise, que crise?

Tutty Vasques, O Estado de S.Paulo

13 Julho 2011 | 00h00

O prefeito Gilberto Kassab nega que vá botar dinheiro público na transação do Corinthians para trazer Carlitos Tevez de volta ao Timão. Disse a mesma coisa quando surgiu o projeto do Itaquerão, mas isso não vem ao caso. Quem está aqui na berlinda é Andrés Sanchez, presidente do clube.

Dia desses cometi enorme injustiça ao não incluí-lo, na companhia de Ricardo Teixeira e Blairo Maggi, na lista de homens cuja cara confiável basta. Nada mais explica a facilidade de Sanchez para juntar grana em negócios espetaculares.

Além do estádio de R$ 1 bilhão e da oferta de R$ 40 milhões para comprar o Tevez, o Corinthians contrata jogadores às pencas: o argentino seria só mais uma atração internacional num ataque que em 2011 ganhou reforços milionários como o imperador Adriano, o sheik Émerson, Liedson, Alex e o escambau!

Numa época em que a maioria dos clubes passa por sérias dificuldades de endividamento, o cara tira dinheiro da cartola, bota pra quebrar.

Não sei não, viu, mas se tivesse alguém como Andrés Sanchez no governo, o trem-bala sairia do papel rapidinho. E ainda sobraria um dinheirinho pra comprar mais alguém bom de bola por aí.

Bom humor em pessoa

Quem já esteve com a ex-Casseta Maria Paula depois do retiro espiritual que ela fez em Los Angeles com o mesmo guru tibetano de Steve Jobs garante: nada, nem o namoro com Bruno Garcia, tira a graça dela!

Mal comparando

"DESCABELADA É A MIRIAM LEITÃO!"

Carla Vilhena, apresentadora do telejornal Bom Dia Brasil, irritada no Twitter com alguém que lhe sugeriu alisamento das madeixas.

PR-Opina

Falta ao PR um canal de comunicação direta com a opinião pública para explicar o imbróglio no Ministério dos Transportes. Alguém no partido propôs o lançamento de um site, o pr.opina.gov.

Só o que faltava!

E o Messi, enfim, desencantou na vitória de 3 a 0 sobre a Costa Rica! Ou seja, secar a Argentina, um dos raros prazeres do torcedor brasileiro na Copa América, não dá mais certo!

Nostalgia

Lúcio voltou a falar na seleção em "comprometimento", "entrega", "pátria"... Se deu tão certo com o Dunga, por que mudar, né?

Juntos e misturados

Delúbio Soares está tentando convencer José Dirceu a organizar juntos o bota-fora de Luiz Gushiken do processo do mensalão. A ideia é transformar a festa numa demonstração de unidade do PT.

Se achando

Quando, afinal, a ministra Gleisi Hoffmann vai meter aquele seu narizinho empinado onde não é chamada? A Ideli Salvatti dá a cara a tapa todo dia pra defender o governo!

Fora do ar

Os humoristas não têm nada em particular contra o governo! O problema é que a oposição já não rende nem piada. Repara só!

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.