Tutty Humor

Assim falou Hugo Chávez

Tutty Vasques, O Estado de S.Paulo

06 Julho 2011 | 00h00

Ernesto Che Guevara foi o primeiro a dar os pêsames a Friedrich Nietzsche (1844- 1900). O filósofo juntou-se ao líder guerrilheiro na galeria de figuras históricas evocadas nos delírios de Hugo Chávez. Em seu "eterno retorno" de Cuba, o presidente venezuelano elegeu o poema-manifesto Assim Falou Zaratustra seu novo gibi bolivariano de cabeceira. Anda citando a obra do pensador alemão como se fosse um puxadinho de suas próprias ideias.

Na reinterpretação literária de Chávez, todos os seus revolucionários de estimação - aí incluídos Guevara, José Martí, Simon Bolívar e Fidel Castro - são a mais completa tradução do "super-homem" nietzschiano.

Não cabe aqui explicar que diabos o filósofo quis dizer com sua tese sobre o ser humano em transição para algo melhor na cadeia evolutiva, basta por enquanto entender que isso nada tem a ver com o discurso convalescente de Hugo Chávez.

Não é a primeira vez que tal conceito é alvo de apropriação indébita: a Alemanha do início do século 20 também pegou carona na ideia do "novo homem" de Nietzsche para fundamentar o nazismo. No caso de Chávez, convenhamos, nem é tão preocupante assim. Relaxa, vai!

Que Pola é essa?!

Nove entre dez intelectuais brasileiros na Flip vão torcer pela Argentina na próxima rodada da Copa América. Alguns já até circulam por Paraty com a camisa azul e branca do Messi tentando chamar atenção da escritora Pola Olaixarac, a coisa mais fofa da literatura mundial, procedente de

Bariloche. Periga ela roubar a cena de Oswald de Andrade logo mais na abertura da festa. Merece!

Partidão

Com o novo salário de R$ 24 mil na Prefeitura, Gilberto Kassab virou aquilo que no PSD chamam de "bom partido". A solteirice do prefeito pode estar com os dias contados.

Ô, raça!

Dominique Strauss-Kahn quer processar escritora francesa que o chamou de "chimpanzé no cio". Ou será que o fato de o ex-diretor-gerente do FMI ser branco descaracteriza a intenção de racismo?

Ideia fixa

A desculpa da ação de hackers colou, mas não foi na primeira vez que a FoxNews matou o presidente dos EUA neste ano. Em maio, a rede de televisão americana foi uma das que trocaram Osama por Obama em seus letreiros para anunciar a morte do terrorista. É o tipo da notícia que, se um dia vier a se confirmar, ninguém acreditará na informação da emissora!

Pechincha divina

Se é mesmo verdade que Neymar paga R$ 13 mil por mês de dízimo para a Igreja Batista Peniel, perto do que a Renascer levava do Kaká, francamente, tá barato pra caramba!

Escreveu, não leu...

Sérgio Cabral criou ontem um código de conduta e dois conselhos de ética para si mesmo. Se, ainda assim, o governador não se comportar, o jeito vai ser apreender o jatinho do Eike Batista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.