Tutty Humor

Caiu do céu!

Tutty Vasques, O Estado de S.Paulo

03 de junho de 2011 | 00h00

Atingido no rosto por um objeto arremessado em campo pela torcida do Cerro Porteño, Muricy Ramalho ligou para José Serra. Queria o contato do médico que o atendeu quando lhe tacaram um troço na cabeça. O ex-governador bateu o telefone na cara do técnico, certo de que era trote, coisa do pessoal do Aécio!

Faz sentido, mas não importa se o que acertou Muricy foi bolinha de papel, pedra ou pirocóptero, como se discute nas redes sociais. O certo é que, àquela altura do jogo - 38 do segundo tempo -, o incidente teve o efeito de um balde de água fria no ataque adversário. Graças à apresentação do galo na testa ao juiz, a partida foi interrompida quando o Santos mal respirava na defesa.

Muricy não precisava nem ter o mérito indiscutível do bom trabalho, qualquer um ganha razão quando agredido gratuitamente em público. Mal comparando, Joseph Blatter também teria saído melhor de sua última entrevista coletiva na Fifa se algum jornalista lhe atirasse o sapato.

Não sei como a turma que assessora o Palocci ainda não pensou nisso, né não?! Ou, vai ver, já tem gente do ministro comprando pirocópteros no Paraguai.

Já era!

Roland Garros perdeu metade da graça com a eliminação da russa Maria Sharapova. O que ainda poderia restar de interessante no torneio, a sérvia Ana Ivanovic, perdeu logo na estreia. Precisa gostar muito de tênis para admirar a chinesa Na Li e a italiana Francesca Schiavone em quadra.

Gordita

Parte da torcida do Cerro Porteño culpa Larissa Riquelme pela eliminação na Libertadores.

Visivelmente fora de forma, a musa paraguaia ameaçou tirar a roupa de novo para fotos caso seu time de coração vencesse o Santos. Comenta-se em Assunção que os deuses do futebol que a protegem acharam que não era hora para isso.

Peso pesado

Pesa a favor de Agustín Carstens, candidato mexicano à vaga de Dominique Strauss-Kahn, os quase 140 quilos de massa corpórea do economista. Passa uma certa confiança de que jamais vai pular em cima de uma camareira, sob o risco de cometer, em vez de estupro, assassinato.

Mal comparando

Só no Rio mesmo ainda se prende PM por envolvimento com o jogo do bicho. Em São Paulo, a turma já está assaltando banco.

O cara!

Há muito tempo a televisão brasileira não consagrava um canastrão da grandeza de Eriberto Leão, o Pedro de Insensato Coração. Só se fala disso no meio artístico - ô, raça!

O que é o que é?

Pirocóptero - marca de pirulito anunciada na TV brasileira nos anos 1980 (confira no YouTube). Depois de chupar até o palito, a garotada encaixava uma pequena hélice-brinde na haste, que alçava voo quando friccionada entre as mãos.

É do seu tempo?

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.