Tutty Humor

O negócio dela é poder

Tutty Vasques, O Estado de S.Paulo

06 de maio de 2011 | 00h00

Bill Clinton está confuso! "O que será que a Hillary quis dizer aos jornalistas com "foram os 38 minutos mais intensos da minha vida"?"

Embora esteja claro para todo mundo que a secretária de Estado americana referia-se na entrevista aos momentos de expectativa que compartilhou com Obama durante a operação que matou Bin Laden, marido nessas horas pensa logo em metáforas de relacionamento.

Quem sabe, com a tal declaração, a ex-primeira-dama não esteja, na verdade, minimizando a lembrança da aflição que viveu na época da lambança do ex-presidente com sua estagiária no Salão Oval! Enfim, foi horrível acompanhar aquilo tudo de perto, mas agora, quando fecha os olhos, Hillary vê tão somente o Bin Laden morto - nem se lembra mais direito da cara da Monica Lewinsky.

O que seria para ele um alívio, não fosse a insegurança maior de todo garanhão: será que ela não quis deixar no ar uma ponta de desconfiança sobre o bom desempenho sexual do parceiro de tantos anos?

O mais provável, no entanto, é que Hillary não tenha mais tempo para pensar nessas coisas no exercício do poder. Relaxa, vai, Bill!

Obsessão

"O MESSI É SÓ 3 CENTÍMETROS MAIOR QUE O MARADONA!"

Pelé, dando uma diminuída no que andam falando do craque do Barcelona.

De novo, não!

Marta Suplicy sonha com a possibilidade de uma revanche contra José Serra nas eleições municipais de 2012. Para quem vive em São Paulo, parece mais pesadelo, né não?

Mal comparando

Os tucanos reclamam de barriga cheia das dificuldades de se fazer oposição no Brasil! Já pensou o que é ser republicano hoje em dia nos Estados Unidos?

Coisa de campeão

A volta olímpica de Barack Obama não tem data para terminar!

Missão impossível

Foi seguindo um motoboy que as forças especiais americanas chegaram a Bin Laden. Ou seja, o terrorista jamais seria encontrado se montasse esconderijo em São Paulo. Tenta só seguir motoboy no horário do rush!

Homoafetados

Pintou o primeiro racha na plateia que lota o STF. Os chamados "homoefetivos" questionam a designação "homoafetiva" para a união em julgamento.

Crise de abstinência

Bastou um fracasso do Internacional sob seu comando e - pronto! -, Paulo Roberto Falcão acordou ontem com saudade do Galvão Bueno.

Professor ruim

Ronaldo Fenômeno vai estrear no cinema dirigido por Márcio Garcia. Isso é, mal comparando, como aprender inglês com o técnico Joel Santana.

Fim do Mundo News

Não sei como é aí perto da sua casa, nos supermercados aqui do bairro o fim das sacolinhas plástica é pura ficção. A lei não pegou!

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.