Tutty Humor

Que Napoleão é esse?

Tutty Vasques, O Estado de S.Paulo

12 de abril de 2011 | 00h00

Chefe de praticamente todas as guerras em andamento nos quatro cantos do mundo, Nicolas Sarkozy pode ter bombardeado a Líbia, a Costa do Marfim e o Afeganistão mirando numa dúvida cruel dos franceses: afinal de contas, o atual presidente da República se parece mais com Napoleão I ou com Napoleão III?

O gosto pela guerra que vem demonstrando ultimamente aproxima Sarkozy da imagem do fundador do império, o Bonaparte famoso pelo gênio estrategista militar. O presidente quer ser comparado a Napoleão I, e nem se importa que lembrem do 1,68m de altura, comum aos dois. Prefere ser reconhecido como um baixinho dinâmico e guerreiro a se celebrizar na França, como querem alguns historiadores, pela estatura moral semelhante a de Napoleão III.

Conhecido como "Napoleão, o Pequeno", o sobrinho de "Napoleão, o Grande" teria em comum com Sarkozy o narcisismo, o populismo, a gabolice, a hiperatividade, o ilusionismo político, a ostentação e a submissão aos amigos ricos.

Por muito menos, convenhamos, a França declarou guerra a praticamente toda a Europa na virada do século 19.

Código Da Vinci

A Paixão de Cristo de Nova Jerusalém revive em seus bastidores uma fofoca bíblica: Thiago Lacerda, no papel de Jesus, é casado com Vanessa Lóes, intérprete de Maria Madalena. Só se fala disso no Vaticano!

Presente de grego

Em visita a Atenas, Dilma Rousseff sugeriu obras do PAC nas ruínas do Parthenon. Achou tudo meio caído por lá!

Páreo duro

Adriano está mais gordo que o Ronaldo quando chegou ao Corinthians? Só se falava disso no Pacaembu, após a apresentação do Imperador à torcida do Timão.

Só o que faltava!

Cesar Maia e Anthony Garotinho estão querendo juntar os filhos na chapa Rodrigo & Clarissa para concorrer à prefeitura do Rio em 2012. É mais um duro golpe na história recente da oposição no Brasil.

Tesouro líbio

Em suas últimas aparições públicas, Muamar Kadafi está sempre com a mesma indumentária marrom. Isso quer dizer o seguinte: o guarda-roupa do ditador já deve estar a salvo fora do país.

Câmbio genérico

Não sei se isso serve de consolo ao ministro Guido Mantega, mas Rubinho Barrichello abandonou o GP da Malásia com problemas no câmbio.

Agora vai!

Refundada dia desses em discurso de Aécio Neves no Senado, a oposição começa, enfim, a se articular para a festa dos 80 anos de FHC, em junho. O governo não perde por

esperar!

Tudo tem seu lugar

A tragédia pune! Faustão levou o massacre da escola de Realengo para comover seu auditório e, resultado, perdeu pro Gugu em pontos de audiência.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.