Tutty Humor

O marqueteiro do Bolsonaro

Tutty Vasques, O Estado de S.Paulo

02 de abril de 2011 | 00h00

Quem, afinal, está por trás do fenômeno Jair Bolsonaro? Só se fala disso nas altas rodas de publicitários brasileiros - ô, raça! Há muito tempo, talvez desde a projeção espontânea de Fernando Gabeira no Congresso, um deputado do Rio não despontava com tanta mídia no cenário político nacional.

Seu prestígio no balneário tem a bagagem de seis legislaturas na Câmara, mas é bem provável que 80% dos que andam por aí boquiabertos com as barbaridades que o deputado diz aos montes jamais tinham ouvido sequer falar do cara.

Os papas da propaganda estão certos de que teve dedo de gente do meio na ideia de acabar com a brincadeira proposta pelo humorístico CQC atacando negros e homossexuais, com direito à defesa da censura, da tortura e da ditadura. Tudo junto e misturado para fazer barulho até na ONU.

Acompanhando a repercussão do caso pela internet, impressiona - mais até que a natural reação contrária ao esculacho - a quantidade de gente Brasil afora que lamenta só agora ter conhecido um político corajoso pra dizer o que pensa uma parte significativa do eleitorado nacional. Mas isso, convenhamos, não é problema de marqueteiro!

Melhor não!

Entreouvido num papo de corintianos injuriados: "O Ozzy Osbourne não é doido de entrar hoje na Arena Anhembi enrolado na bandeira do Palmeiras!" Em Porto Alegre, o velho roqueiro se cobriu com o manto do Grêmio em pleno ginásio do Beira-Rio, mas também não era véspera de Grenal, né?

Racismo de grife

A diferença entre John Galliano, ex-Dior, e o Jair Bolsonaro é que o estilista, ao contrário do deputado, só é homem para dizer o que pensa quando enche a cara.

Planeta amassado

Cientistas da Agência Espacial Europeia descobriram que a Terra é tão redonda quanto uma bola de meia após um racha de meninos descalços.

Ô, raça!

Não tem classe mais desunida que a dos humoristas! Agora mesmo, fizeram um monte de piada com o Tiririca por conta de sua iniciativa de empregar um pessoal do programa A Praça é Nossa no seu gabinete parlamentar. Pode?

Bunga-bunga.org

Amigos de Gilberto Kassab estão preocupados. Também, pudera! Parece que, depois de toda aquela confusão em torno da marca "JK", o prefeito registrou o domínio "bunga-bunga" na internet. Deixa só o Berlusconi saber disso!

Ela merece

Hebe Camargo já decidiu: vai fazer no Morumbi a festa do seu milésimo selinho. Só falta definir se, na hora, vai beijar o Luís Fabiano ou o Rogério Ceni.

Arrumando ideia

Marta Suplicy anda pregando abertamente no Congresso a cassação de Jair Bolsonaro. Desse jeito, o deputado vai acabar dizendo em público tudo que pensa acerca das louras. Não é pouca coisa!

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.