Tutty Humor

Marca fantasia

Tutty Vasques, O Estado de S.Paulo

18 Fevereiro 2011 | 00h00

O Rio tem agora uma chefe de polícia com nome de miss. Delegada Martha Rocha, cá pra nós, soa tão estranho quanto monsenhor Cauby Peixoto ou juíza Madame Satã. O problema do homônimo de marcas registradas no inconsciente popular é a dificuldade que todos em volta têm de, à primeira vista, estabelecer uma ligação direta entre o nome anunciado e a pessoa que se apresenta.

Dizem, inclusive, que a expressão "será o Benedito?" surgiu há muito tempo na TV Globo, quando a secretária do Boni avisou que Rui Barbosa aguardava na linha para falar com ele ao telefone. Na época, Benedito Ruy Barbosa estava chegando às novelas da emissora.

Com o tempo todo mundo se acostuma, embora certos nomes tragam sempre uma certa nostalgia de alguém homônimo com quem você preferiria estar. O carioca levou um bom tempo sentindo saudades do Sérgio Cabral que escrevia no Pasquim e organizava o samba no Zicartola. Tem gente que até hoje sente calafrios quando chama o nome dele no Google e dá de cara com o governador no site de busca. O velho não se importa porque pai é pai, mas a ex-miss talvez fique um pouco chateada com a fama crescente da delegada na mídia.

De mala e cuia

A torcida do Corinthians cansou de mandar o Roberto Carlos para o inferno, mas jamais imaginou que ele fosse mesmo. O Daguestão, se não é o próprio, é vizinho.

Bom começo

Foi uma estratégia consciente: honrando o voto de seu eleitor, Tiririca também votou errado em sua estreia na urna eletrônica da Câmara dos Deputados. Aquele promotor que o julgava analfabeto deve estar sem ter onde enfiar a cara, né não?

Jaburu x Torto

Depois de ajudar a dobrar o PMDB, Michel Temer vai se dedicar nos próximos dias a convencer a vice-primeira-dama a se mudar para o Palácio do Jaburu. Tem um argumento forte: se cada nome de residência oficial em Brasília identificasse seus respectivos ocupantes, Dilma Rousseff não moraria na Granja do Torto.

Pode?

O aumento do pão de queijo na cantina de um colégio de São Paulo foi, dias atrás, o principal assunto da internet brasileira por mais de 24 horas. Isso quer dizer o seguinte: rede social é, em grande parte, coisa de gente que não tem mais o que fazer.

A coisa mais fofa do

Ceará

Para que ninguém fique pensando que a coluna só cita o Ceará quando fala da sogra do governador Cid Gomes, dizem que a secretária de Justiça do Estado, Mariana Lobo, é ainda mais fofa que a presidente da Anac, Solange Vieira. A conferir!

"Amiga, amiga..."

Feliz da vida com o apoio total do PMDB ao governo na votação do salário mínimo, Dilma Rousseff pretende seguir adiante na política de adestramento do principal partido de sua base aliada. Quer ensiná-lo agora a dar a patinha e se fingir de morto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.