Tutty Humor

A ressaca da posse

Tutty Vasques, O Estado de S.Paulo

31 Dezembro 2010 | 00h00

É mais ou menos como dar um festão de casamento na Quarta-Feira de Cinzas ou receber a família na lua de mel! Posse de presidente no primeiro dia do ano é um desses troços que não entram na cabeça de ninguém. "Brazilian crazy people", resmungou Hillary Clinton ao deixar o bom e velho Bill a sós com as rabanadas após a virada. A secretária de Estado americano jamais esquecerá o programa de índio que a espera hoje à tarde em Brasília. Não à toa, Cristina Kirchner está mandando seu chanceler representá-la no debute de Dilma Rousseff na Presidência.

A inconveniência da data, tradicionalmente reservada ao Dia Mundial da Ressaca, é uma das poucas unanimidades no Congresso: há pelo menos uma década transitam por lá propostas de emenda à Constituição para alterar o calendário de posses no Executivo. Em 2002, Aécio Neves sugeriu transferir a festa para o dia 2. Na semana passada, Marco Maciel se despediu do Senado sem conseguir aprovar a PEC de mudança da solenidade para o dia 3. Cogitou-se, também, o dia 6 como alternativa mais confortável. Resta torcer para que, enquanto não conseguem trocar o dia da posse do presidente, os políticos mudem ao menos o Brasil. Eu acredito!

Sucesso alheio

Se inveja matasse, Vanderlei Luxemburgo e Felipão não resistiriam ao momento que Leonardo vive como técnico de futebol na Itália.

Dúvida cruel

O PSDB começa o ano-novo vivendo um daqueles seus grandes impasses de verão! Nenhum tucano sabe ao certo se o José Serra não aparece porque não foi convidado para a refundação do partido ou se a refundação do partido não começa porque o Serra não aparece.

Em família

A polícia do Rio prendeu dia desses a sogra de um traficante do Complexo do Alemão. Parece que ele próprio a entregou ao Disque-Denúncia.

Graças a Deus!

Depois do fiasco do caos aéreo, aparentemente fracassaram em quase todo o País os megaengarrafamentos previstos para o fim de ano nas estradas. Isso quer dizer o seguinte: a bagunça no Brasil fugiu inteiramente de controle.

Cobertor curto

O Itamaraty vai adotar já em 2011 o sistema de cotas para afrodescendentes em concursos. O dia que as louras conseguirem o mesmo direito capaz de faltar vaga para homossexuais na diplomacia brasileira.

A próxima vítima

A Estônia adotou o euro na virada do ano. Isso quer dizer o seguinte: em 2013, o país já estará protagonizando o noticiário da crise econômica mundial.

Crescimento maluco

O engavetamento de automóveis está virando esporte nacional na China. Foram dois com mais de cem carros, cada, na segunda quinzena de dezembro.

Férias

Faremos agora uma pequena pausa em nossos transmissores! Apenas o tempo necessário para o colunista recarregar suas baterias. Bom descanso a todos!

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.