Tutty Humor

Macacos na cristaleira

Tutty Vasques, O Estado de S.Paulo

08 Dezembro 2010 | 00h00

Ainda que uma coisa não tenha nada a ver com a outra, o desabamento de parte do teto de gesso do hall de entrada do Theatro Municipal do Rio, momentos após a celebração dos craques do "Brasileirão" no local, pode ter sido um aviso: o templo centenário carioca de cultura, todo restaurado depois de dois anos de obras avaliadas em R$ 75 milhões, não se presta a manifestações de torcidas de futebol.

Vai explicar para a turba o trabalhão que deu encontrar o veludo goiaba que recuperou o tom rosado original do estofamento das poltronas do teatro! A certa altura da cerimônia, a torcida do Fluminense teve bons motivos para pensar num jeito de fazer desabar sobre a cabeça do presidente do Corinthians o grande lustre central sobre a plateia, todo em bronze dourado, 118 lâmpadas, mangas e pingentes de cristal.

Mas a noite teve um "gran finale": com mais de 100 pessoas pulando no palco, acompanhadas por centenas de tricolores ensandecidos nas galerias - fora a quantidade de puxa-sacos em volta de Lula e Sérgio Cabral -, cá pra nós, até que o Municipal resistiu bem à ideia de jerico de transformá-lo em casa de festas da galera.

Torres gêmeas da música

O 8 de Dezembro é uma espécie de 11 de Setembro para a música mundial. John Lennon e Tom Jobim morreram nesta data - em 1980 e em 1994, respectivamente -, ambos em Nova York. Devia ser feriado na cidade!

A mil

Aécio Neves amanhece hoje praticamente virado em Brasília. Ontem à noite, ele acabou esticando o jantar com o governador Eduardo Campos no bota-fora de Tasso Jereissati. O senador eleito volta hoje a Belo Horizonte disposto a descansar. Não tem mais idade pra isso!

É grave a crise

Que diabos Kaká ficou sabendo sobre Sônia e Estevam Hernandes para romper com a Igreja Renascer? A fé do jogador no casal permanecia inabalada mesmo depois da prisão da dupla com US$ 54 mil escondidos numa Bíblia no aeroporto de Miami. Só pode ter sido coisa mais grave desta vez, né?

Longo caminho

A boa reação do Brasil no ranking Programa Internacional de Avaliação de Alunos (Pisa, na sigla em inglês) confirma: o País precisa melhorar muito pra ficar ruim!

Legalize!

Sempre à frente de seu tempo, São Paulo terá, em breve, "flanelinhas oficiais" tomando conta de suas ruas. Pela lógica da ordem pública, o próximo passo da legalidade será criar a figura do "ladrão de carro oficial".

Operação verão

O governador Sérgio Cabral está tentando evitar recorrer de novo às Forças Armadas, mas, a persistirem os temporais no Rio, vai acabar chamando a Marinha para combater as enchentes na cidade. Se a moda pega em outros Estados tradicionalmente castigados pelas chuvas nesta época do ano, vai faltar anfíbio no verão que se anuncia encharcado em todo o País.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.