Turista é morto após reagir a assalto na Baixada Santista

Criminoso ia roubar câmera da vítima, que lutou e acabou sendo atingida por dois disparos

Rejane Lima, O Estado de S.Paulo

25 de junho de 2011 | 18h39

SANTOS - Um turista de São Paulo foi morto neste sábado, 25, após reagir a um assalto no calçadão da orla de Praia Grande, na Baixada Santista. O crime ocorreu no final da manhã na praia do Canto do Forte.

 

Funcionário público municipal, Caio Flores Ghelere, de 21 anos, estava com a namorada e a máquina fotográfica na mão quando o bandido chegou e anunciou o assalto. O turista reagiu e entrou em luta corporal com o assaltante, mas o bandido sacou a arma, provavelmente um revólver calibre 38, e disparou duas vezes contra a vítima, fugindo em seguida sem roubar nada.

Os tiros atingiram o peito e o pescoço de Ghlere que foi socorrido, mas não resistiu aos ferimentos e morreu cerca de uma hora depois no Hospital Irmã Dulce, em Praia Grande. Morador de São Miguel Paulista, zona Leste de São Paulo, o funcionário público estava no litoral passando o feriado prolongado de Corpus Christi.

O caso foi registrado na Delegacia Sede de Praia Grande. De acordo com o delegado plantonista, Douglas Dorguez, a equipe de investigação está providenciando as filmagens das câmeras de monitoramento da Prefeitura e também dos edifícios próximos do local do crime para tentar identificar o autor do latrocínio.

 

"Também já encontramos uma testemunha, um vigilante, que pode ser chave para nos ajudar a identificar o acusado", disse o delegado, explicando que ainda não colheu o depoimento da namorada da vítima porque a moça está "em estado de choque".

Tudo o que sabemos sobre:
assaltosPraia Grandemortelitoral

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.