Tumulto durante a comemoração de vitória na Rosas de Ouro

Confusão teria se iniciado, no final da noite, com o lançamento de bombas de efeito moral pela Polícia Militar

16 Fevereiro 2010 | 23h03

Fumaça provocou ardência nos olhos e sufocamento nas pessoas dentro do barracão da escola de samba

 

SÃO PAULO - Uma confusão esvaziou a quadra da Rosas de Ouro, na Freguesia do Ó, zona norte, na noite desta terça-feira, 16. Segundo testemunhas, a PM teria usado bombas de efeito moral do lado de fora da escola, causando correria e desmaios entre os componentes que comemoravam a vitória da agremiação.

 

Veja também:

linkApós 15 anos, Rosas de Ouro é a campeã do Carnaval 2010

linkRosas de Ouro se desencontra no início, mas fecha bem a noite

mais imagens Galeria de fotos da Rosas

especialCobertura completa da folia na página especial

video Assista a trechos do desfile da Rosas de Ouro

especialVeja todas as notas da apuração em São Paulo

 

Quem estava na quadra relatou sensação de ardência nos olhos e sufocamento. Havia cerca de 5 mil pessoas no local. Às 23h30, os portões da quadra foram fechados e a festa, encerrada, mas uma multidão permaneceu na rua em frente à agremiação.

A Rosas de Ouro não se pronunciou sobre o caso. A PM afirmou apenas que foi chamada após o início de uma briga fora da escola, por volta das 21h50. Não disse se usou bombas de efeito moral. Testemunhas afirmaram que pessoas começaram a jogar pedras nos carros da polícia e em veículos particulares. Não havia registro de feridos, segundo a PM. Às 23 horas, a polícia já havia deixado o local. 

Mais conteúdo sobre:
Rosas de Ourotumulto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.