Túmulo de Ayrton Senna atrai fãs ao Cemitério do Morumby

Túmulo de Ayrton Senna atrai fãs ao Cemitério do Morumby

Assim como em outros países, lugar vira ponto turístico de São Paulo

O Estado de S. Paulo

17 Dezembro 2014 | 17h37

Por mais inusitado que pareça, o Cemitério do Morumby, na zona sul da capital paulista, é opção de passeio turístico. Com jazigos de mais de 22 celebridades nacionais, o local chega a receber mais de 100 excursões escolares além das visitas de milhares de fãs anualmente.

Entre as personalidades enterradas no cemitério, o túmulo do piloto tricampeão mundial de Fórmula 1 Ayrton Senna é o que atrai maior público, de acordo com a administração local. Os jazigos dos cantores e compositores Elis Regina e Wilson Simonal também costumam chamar atenção entre os visitantes.  

Com indicação positiva no site de viagens TripAdvisor, o cemitério é apontado por viajantes como lazer cultural. Das 33 avaliações listadas no site, 13 são "excelente" e 12 "muito bom". Nos comentários, Senna lidera nas preferências e é citado como ídolo nacional e internacional. Apenas uma crítica no site diz que o local tem difícil acesso e outras classificam os mais de 300 mil metros quadrados do lugar como ótimos para meditar e relaxar.


Totalmente gramado, o cemitério jardim tem a estrutura inspirada na arquitetura norte-americana e opta pelo sistema de sepultamento direto no solo, sem a construção de lápides, o que torna, na opinião dos frequentadores, a visita mais "agradável".

Tradicional campo-santo de São Paulo, o Cemitério do Morumby tem jazigos datados em 1975 e conta hoje com cerca de 300 mil metros quadrados de área. A cada vinte anos a área sofre aumento, sempre aprovado pela Prefeitura da cidade, afirma a administração do local à reportagem. O cemitério oferece também estacionamento, lanchonete com funcionamento 24 horas (com wi-fi), floricultura e capela, onde acontecem missas todos os domingos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.