Truques vão de Zona Azul a reserva de vagas

Entre os truques criados pelos valets para driblar a fiscalização, há tentativas de fazer a prática parecer legal. Colocar talões de Zona Azul nos carros estacionados por manobristas, por exemplo, é comum na Rua Amauri, reduto de restaurantes badalados.

, O Estado de S.Paulo

11 de julho de 2010 | 00h00

Na terça-feira, o Estado flagrou a prática, que é ilegal segundo a Secretaria de Coordenação das Subprefeituras, responsável por fiscalizar os valets - as empresas não são distribuidoras autorizadas dos talões e por isso não podem incluí-los em um serviço pago. A irregularidade foi cometida por manobristas da Estasampa, que atende a seis restaurantes da rua, e da Forneria San Paolo, que tem serviço próprio de valets - neste último caso, o gerente de estacionamento do restaurante afirmou que "clientes vip" pagam até R$ 50 para deixar os carros na rua, por ficarem próximos das saídas.

A Assessoria de Imprensa da Forneria San Paolo confirmou a utilização dos talões de Zona Azul e disse desconhecer irregularidades, "já que a fiscalização jamais questionou o uso pelos manobristas". "Acontece só uma ou duas vezes por mês, quando um cliente insiste muito para deixar o carro na rua", disse Alexandre Lopes, supervisor da Estasampa, que atua na zona sul. "Mas não é prática da empresa, sabemos que é proibido (parar na rua, com talão). Vou investigar se há manobristas fazendo isso frequentemente."

Superlotação. Outro artifício usado pelos valets é parar o veículo de um cliente no espaço onde caberiam dois carros. Em dias movimentados na Rua Amauri e na Rua Piauí, em Higienópolis - usada por valets da Praça Vilaboim -, é comum flagrar manobristas movendo carros até o meio das vagas, enquanto o próximo cliente não chega. Utilizar os próprios veículos dos manobristas para reservar vagas é outro truque utilizado. "O mais indicado é os restaurantes romperem contrato. Sem procura, as irregularidades deixarão de ser prática comum", disse o presidente do Sindicato das Empresas de Garagens e Estacionamentos do Estado de São Paulo, Sergio Morad. Entre 2009 e 2010 foram aplicadas, em toda a cidade, 111 multas aos valets por irregularidades.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.