Troca de medidor sem aviso

AES ELETROPAULO - SERVIÇO NÃO PREZA SEGURANÇA

O Estado de S.Paulo

14 de fevereiro de 2013 | 02h03

Em 25/1 uma equipe da empresa Conecta Empreendimentos, contratada pela AES Eletropaulo, chegou ao prédio do qual sou síndica dizendo que iria efetuar a troca dos medidores analógicos por medidores eletrônicos em 13 unidades do edifício. O problema é que a Eletropaulo não avisou do referido serviço e eu, como síndica, tenho por obrigação zelar pela segurança dos moradores. Conversei com os funcionários devidamente uniformizados, eles entenderam a situação e disseram que eu poderia checar na central da Eletropaulo. Fico admirada com a atitude da Eletropaulo, pois informar as pessoas sobre os serviços a serem executados em seus apartamentos é uma obrigação, sobretudo por questões de segurança!

EUGÊNIA TONIDANDEL / SÃO PAULO

A AES Eletropaulo informa que a modificação dos medidores analógicos para os eletrônicos faz parte de um plano de modernização, além de colaborar com o uso eficiente e racional da energia elétrica. Conforme regulamentação da Aneel, esclarece que deve comunicar aos clientes no momento em que o serviço for realizado e o documento de aviso deve conter informações que especifiquem o motivo da substituição do equipamento, assim como o registro das leituras do medidor retirado e instalado.

A leitora comenta: Continuo afirmando que a metodologia de avisar o cliente no momento da realização do serviço não é adequada. Avisar pelo menos um dia antes do serviço, se possível com o nome dos funcionários que virão, é a conduta mais apropriada, prudente, segura e de bom senso.

AES ELETROPAULO

Descarte de podas na rua

Em janeiro a AES Eletropaulo esteve na Rua Engenheiro Luiz Antonio Rantin Moutinho, no Jardim Popular, para fazer serviços de manutenção. Para isso, cortou galhos de algumas árvores que poderiam interferir nos fios de eletricidade. Qual não foi a surpresa ao ver que os funcionários da Eletropaulo despejaram os galhos na esquina da Escola Estadual Deputado Silva Prado! Diante disso, outras pessoas desprovidas de bom senso se acharam no direito de fazer do local um depósito clandestino de entulho.

CARLOS ALBERTO CLEMENTE

/ SÃO PAULO

A AES Eletropaulo informa que retirou os resíduos de poda do local em 30/1. Ressalta que tomará providências para evitar que esse tipo de situação volte a ocorrer.

A Subprefeitura Ermelino Matarazzo diz que, em 5/2, efetuou a limpeza do local. Informa que a concessionária foi notificada.

O leitor informa: O problema foi resolvido.

SECRETARIA DA FAZENDA

Dívida sem parcelamento

Deixei de pagar o IPVA por alguns anos, mas quero retomar o pagamento. O valor de 2010 foi inscrito na dívida ativa do Estado e quase triplicou de valor; no entanto, não consigo um parcelamento da dívida, o que dificulta a regularização. Quero quitar os valores em aberto de 2011 e 2012, mas também não consigo um parcelamento. Não questiono as dívidas em si, mas a atitude do governo do Estado de dificultar qualquer possibilidade de negociação.

JOSÉ SEVERINO DA NÓBREGA JR. / SÃO PAULO

A Secretaria da Fazenda afirma que não há previsão no regulamento para o parcelamento de débitos de IPVA de exercícios anteriores no Estado de São Paulo.

O leitor reclama: Infelizmente, o governo do Estado não facilita para quem quer regularizar sua situação. Ao contrário, parece querer que a pessoa se afunde na dívida e que o veículo perca seu valor de mercado. Não seria muito melhor para os cofres públicos receber esse dinheiro, ainda que parcelado, em vez de ficar com capital em haver? Não concordo.

NET NÃO RESOLVE

Telefone mudo há um mês

Tenho um NET combo, mas há mais de um mês o telefone está mudo. Entrei em contato várias vezes pelo 0800 e, após muita insistência, consegui agendar a visita de um técnico. Ele compareceu, mas fez uma alteração de modem sem nem sequer entrar em casa. Após a "visita", continuo sem telefone!

KERGINALDO F. JULIÃO / OSASCO

A NET informa que o atendimento técnico foi realizado em 30/1.

O leitor relata: Eles vieram, refizeram a instalação e disseram que o telefone funcionaria em até 72 horas. Porém, ele continua mudo!

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.