Troca de abrigo de ônibus vai demorar até 6 anos

A empresa que ganhar a concorrência do mobiliário público da cidade de São Paulo terá até seis anos para substituir os 6,5 mil abrigos de ônibus da capital. O edital será lançado em 45 dias. A vencedora terá de instalar mais mil abrigos, renovar em até três anos os 296 relógios de rua e colocar mais 704 para atingir a meta de mil em funcionamento.

FELIPE FRAZÃO, O Estado de S.Paulo

14 de janeiro de 2012 | 03h05

O custo de instalação do mobiliário urbano será de R$ 540 milhões para abrigos e R$ 146 milhões para relógios. A contrapartida da empresa será a permissão para explorar, por 25 anos, propaganda nos equipamentos. A Prefeitura afirma que não haverá "publicidade desmedida" de volta às ruas.

Segundo o secretário de Infraestrutura Urbana e Obras, Elton Santa Fé Zacharias, a exploração dos abrigos de ônibus e relógios vai reverter um pagamento para o Tesouro Municipal. O valor ainda será divulgado e terá de ser investido na instalação de itens como paraciclos, placas de rua e banheiros públicos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.