Tripulante de navio é acusado de homicídio

O Ministério Público Federal denunciou Bruno Vale Ricardo por homicídio qualificado pela morte da namorada Camila Bandeira, encontrada morta na cabine do navio de cruzeiro MSC Música, em janeiro de 2010. Os dois faziam parte da tripulação e dividiam a mesma cabine. Para o MPF, Bruno matou por asfixia a ex-companheira, que pretendia acabar com o relacionamento e desembarcar na próxima parada do navio, no Porto de Santos. O acusado chegou a afirmar que Camila havia cometido suicídio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.