Trio é preso após grupo invadir casa e fazer família inteira refém na Grande SP

Crime e prisão ocorreram em Taboão da Serra; dos 7 detidos, três foram reconhecidos

estadão.com.br,

09 Julho 2012 | 05h34

SÃO PAULO - Policiais militares do 36º Batalhão, na madrugada desta segunda-feira, 9, prenderam, em Taboão da Serra, na Grande São Paulo, três assaltantes após a quadrilha da qual eles fazem parte invadir uma residência e fazer várias pessoas reféns. Armados com uma pistola, dois homens e uma mulher invadiram, na noite deste domingo, 8, a casa, na Estrada de São Francisco. Segundo a PM, um dos criminosos, passando-se por um andarilho, chegou ao portão da residência e pediu um copo de água para um dos moradores. Quando a vítima aproximou-se, já com a água, o bandido sacou a arma e anunciou o assalto.

 

O criminoso e três comparsas, entre eles uma jovem de 18 anos, bem vestida e de boa aparência, entraram na casa e fizeram reféns o dono do imóvel, a esposa e os dois filhos, de 11 e 16 anos, parentes de um capitão da PM. Durante a ação, a jovem criminosa, a mais violenta do grupo, chegou a agredir o garoto mais novo. Após roubar eletrodomésticos e eletrônicos, os criminosos fugiram nos dois veículos das vítimas, um Citroën C3 e um Corolla Fielder.

 

As vítimas ligaram para o número 190 e repassaram as informações sobre os carros e os bandidos aos policiais, que iniciaram buscas. Em patrulhamento, uma equipe localizou o C3, estacionado em uma rua, sem ninguém em seu interior. Com a chegada da viatura, ocupantes de um Corsa Sedan e um Fox, ambos pretos, deram um cavalo de pau e tentaram fugir, mas foram alcançados.

 

Os policiais verificaram que o Corsa fora roubado há cerca de um mês e, em revista com os ocupantes, eles encontraram as chaves do Citroën C3. O Toyota foi localizado pouco depois, em outra rua da região, e as vítimas do assalto reconheceram os ladrões entre os integrantes do grupo. O trio, que não portava mais a arma usada no assalto, foi autuado em flagrante no 1º Distrito Policial de Taboão da Serra. Os outros membros do grupo, sendo um homem e três mulheres, alegaram nada saber sobre o roubo e foram relacionados como averiguados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.